terça-feira, 28 de junho de 2016

"La Notte Brava" mostra a noite selvagem de jovens proletários em busca de vida e sonhos na Roma do 'milagre econômico'! - Marcos Doniseti!

"La Notte Brava" mostra a noite selvagem de jovens proletários em busca de vida e sonhos na Roma do 'milagre econômico'! - Marcos Doniseti! 
Franco Interlenghi (Gino Bellabella) e a bela Anna Maria Ferrero (Nicoletta) em cartaz do excelente 'La Notte Brava', filme de Mauro Bolognini, que dirigiu vários filmes clássicos na era de ouro do grande cinema italiano. 
'La Notte Brava' ('A Noite Selvagem') é, com certeza, um dos melhores filmes deste ótimo cineasta italiano, Mauro Bolognini, que dirigiu outros filmes muito bons, como 'La Giornata Balorda' (1960), 'La Viaccia' (1961) e 'Senilità' (1962). 

Como se percebe, os seus melhores filmes foram todos realizados nos anos 1960, na Era de Ouro do Cinema italiano. 

O roteiro do filme foi baseado em um pequeno livro de Pier Paolo Pasolini, 'Ragazzi di Vita' ('Meninos da Vida'), que também escreveu o roteiro, junto com Jacques-Laurent Bost. 

A fotografia, a trilha sonora, o excelente roteiro e a ótima atuação dos atores são alguns dos destaques deste excelente filme de Mauro Bolognini. 

A história do filme é relativamente simples e trata de um grupo de três amigos de origem humilde e proletária (Ruggero, Scintillone e Gino Bellabella) que saem pela noite de Roma a fim de desfrutar da vida com a máxima intensidade. E é claro que eles irão passar por inúmeras situações perigosas e emocionantes, até porque nenhum deles trabalha e vivem todos de pequenos roubos, revendendo o produto dos mesmos para receptadores. 

E assim eles irão se envolver com prostitutas, receptadores, três jovens amigos, típicos 'rebeldes sem causa' que fazem parte da rica burguesia romana, bem como frequentadores abastados e mais velhos de sofisticados night clubs, entre muitos mais que vivem e desfrutam da vida noturna da capital da Bota. 
Gino (dirigindo o carro), Supplizia e Ruggero aproveitam uma parte do sonho que a vida noturna de Roma de 1960 oferece. 
A trama do filme se desenvolve numa época, 1959/60, em que a Itália estava vivendo o seu 'boom econômico', que atravessaria toda a década de 1960, chegando até 1973, quando foi interrompido pelo primeiro 'Choque do Petróleo'. Entre 1951-63 o PIB italiano cresceu à media anual de 5,8% e entre 1964-73 a expansão foi de 5% ao ano, em média. 

Assim, a Itália, bem como todo o Ocidente capitalista, viveu aquele período que foi definido pelo historiador britânico Eric Hobsbawm como a 'Era de Ouro' do Capitalismo, que durou da adoção do Plano Marshall (1948) até o primeiro 'Choque do Petróleo' (1973), ou seja, 25 anos. 

Além do 'Plano Marshall', a criação da OTAN, a Guerra da Coréia, a criação do MCE (Mercado Comum Europeu) e a Guerra do Vietnã também contribuíram fortemente para que tivéssemos esse longo processo de crescimento econômico do mundo capitalista desenvolvido, incluindo a Itália. 

Tal expansão transformou radicalmente o cenário econômico, social e cultural da Itália, que passou da condição de um país predominantemente atrasado, pobre e rural para a condição de uma das grandes potências industriais do mundo, chegando a integrar o G-7. 

Mas na época em que o filme foi produzido (1959) ainda se mostra um resquício das desigualdades sociais e da pobreza que existia na Itália e que aumentou bastante em função do envolvimento do país na Segunda Guerra Mundial. Nesta, a Itália entrou na Guerra ao lado da Alemanha Nazista (Junho de 1940) e passou para o lado dos Aliados em Julho de 1943, após derrubar o ditador Mussolini. Mas somente em Abril de 1945 é que os nazistas foram expulsos do país em caráter definitivo. 
Gino, Ruggero e Scintillone discutem a respeito de como irão se desfazer das armas que roubaram, pois enfrentam dificuldades para conseguir vendê-las. 
A aventura começa com dois dos três amigos, Scintillone e Ruggero, que procuram por duas prostitutas (Anna e Supplizia), que pretendem usar como um disfarce para poder repassar o produto do seu roubo. Acompanhados das mesmas, eles vão até a casa de um receptador de produtos roubados, Mosciarella, mas o mesmo não se compromete a comprar nada da dupla naquele momento, pois a sua esposa acabou de falecer (e ele tem que, pelo menos, fingir que está triste com a morte da mesma, como o faz na cara-dura). 

No funeral, porém, eles conhecem outro vigarista, Gino 'Bellabella' (sobrinho de Mosciarella) que se apresenta como alguém que poderá levá-los a comprar os 'produtos' que a dupla roubou (armas) e que, desta maneira, se junta à dupla. Porém, Gino fracassa, já que o seu comprador não tem dinheiro para nada. 

Mas uma das garotas, Anna, fala que conhece alguém que poderá comprar os produtos do roubo e os leva até a casa de um 'surdo-mudo' que, naquele momento, se faz acompanhar de outra prostituta, Nicolleta. Eles conseguem vender as armas (por 100 mil Liras) e ficam de dividir o dinheiro entre si posteriormente. Além disso, o trio de marginais combina de se divertir com as garotas e, depois, pegar o dinheiro, e largá-las no meio do mato, abandonando-as. 

Mas ao levar as três belas garotas (Anna, Supplizia e Nicoletta) para um passeio no meio de uma mata, eles acabam tendo o dinheiro roubado por uma delas. Embora eles voltem ao local (a avenida Lungotevere, local onde as prostitutas se reúnem à espera dos clientes) onde as pegaram (Anna e Supplizia). Mas é claro que eles não vão encontrá-las ali tão cedo. 
Supplizia e Anna, no banco de trás. Se pudessem, elas teriam uma outra vida, sem que fosse necessário se prostituir. Mas o 'milagre econômico' e a riqueza não são para todos. 
Próximo ao local, eles vêem um belo carro, 'dando sopa', e se aproximam do mesmo para tentar roubar uma câmera que está dentro do mesmo, mas os três amigos burgueses acabam chegando antes que o roubo acontecesse e os seis 'marmanjos' iniciam uma briga ali mesmo. 

Porém, ao ouvir a sirene de um carro da Polícia, entram todos no carro, combinando de irem até um local isolado para dar continuidade à briga. Moretto, o dono do carro, diz que valentões como Ruggero, Gino e Scintillone agradam muito a ele e aos amigos, sugerindo que preferem ter relações com homens e não com mulheres. 

Diálogos e situações como essa não surpreendem quando se sabe que o roteiro do filme foi escrito por Pasolini e que o mesmo foi baseado em um romance de sua autoria. 

Num local da periferia de Roma, a pobreza italiana volta a dar as caras, e três adolescentes vivem de pegar qualquer coisa de valor que possa, depois, ser revendida. No caso, era uma parte da asa de um avião inglês da época da Segunda Guerra Mundial que os garotos roubaram de um depósito para, depois, vender a um ferro-velho. O burguês rico, Moretto, dá mil liras para cada um dos meninos e eles vão embora. E a briga entre os jovens acaba sendo cancelada e eles decidem curtir a noite juntos. 

Depois, eles acabam indo a um bar, onde brigam com alguns dos presentes, de forma gratuita, apenas para extravasar as emoções e usar um pouco da adrenalina. 

Mais adiante, eles acabam, acidentalmente, encontrando Nicoletta e cobram a devolução do dinheiro, que ela diz que não está com ela, pois foi deixada para trás por Anna e Supplizia. Como represália, eles jogam alguns baldes de água nela e vão embora. Depois, doam sangue em uma praça. 
O diretor Mauro Bolognini, a bela atriz Elsa Martinelli (Anna) e Pasolini nos sets de filmagem de 'La Notte Brava'. 
Os seis jovens com excesso de adrenalina acabam indo para a casa de Moretto, onde ficam ouvindo música, comem, bebem e ficam entendiados, sendo que há uma troca de olhares um tanto quanto insinuante entre o dono da casa e Scintillone, depois que este pediu dinheiro emprestado a Moretto. O filme, evidentemente, não mostra, mas 'fica no ar' a hipótese de que Scintillone teria prestado algum tipo de favor sexual a Moretto em troca daquele dinheiro que lhe foi 'emprestado'. 

Enquanto isso, Ruggero resolver passear pela mansão e acaba encontrando uma belíssima jovem, Laura. Esta é interpretada pela jovem, loira e linda atriz francesa Mylène Demongeot, uma das mais belas atrizes da história do Cinema e que transpira uma impressionante, e absolutamente natural, sensualidade nesta bonita sequência do filme. Laura literalmente enfeitiça e seduz Ruggero (que demonstra invejar a riqueza na qual ela vive), que não resiste aos encantos da jovem e bela blondie. 

E para melhorar ainda mais esta bela sequência, Laura também demonstra possuir um irresistível ar de mistério, pois ficamos sem saber, de fato, se ela se chama, mesmo, Laura, ou se ela é irmã, prima, namorada ou apenas uma amiga de Moretto.

E mesmo sem que saibam qualquer coisa a respeito um do outro, eles acabam trocando beijos, abraços e carícias. Depois de um certo período de tempo, vemos Ruggero sair do quarto, enquanto ajeita as suas roupas, deixando claro que a noite entre ele e a linda, sensual e loira Laura foi bem quente. 
Na mansão de Achille Moretto, o trio de jovens proletários desfruta um pouco da vida de sonhos e riqueza da burguesia italiana. 
Assim, o filme, mesmo sem mostrar nenhuma cena de sexo, acaba deixando bem claro que estes jovens estão sabendo desfrutar da vida, sim, cada um do seu próprio jeito. 

E Gino Bellabella empurra Ruggero, correndo, gritando para que saiam dali imediatamente, pois ele conseguiu roubar uma carteira cheia de dinheiro de um dos jovens burgueses. Já fora da mansão, há uma discussão entre os três jovens ladrões, sobre como se dará a divisão do dinheiro. E com isso, Ruggero e Gino brigam. A carteira cai no chão e quando Ruggero olha, após derrubar Gino, e vê que Scintillone pegou a carteira com o dinheiro e foi embora de táxi. 

São os jovens pobres proletários brigando pelas migalhas que tiraram dos ricos... É evidente que para a família de Moretto aquele dinheiro não fará nenhuma falta. 

Desigualdades, pobreza, marginalidade, prostituição, roubos, adrenalina, aventura, sonhos, sexo... É a realidade italiana da época do 'milagre econômico' sendo exibida nas telas do Cinema e alcançando um grande sucesso, comercial e de crítica. Este é um período de ouro, em que a arte e a vida alimentavam-se mutuamente. 

Excelentes filmes, verdadeiros clássicos, eram lançados todos os anos por cineastas geniais como Mauro Bolognini, Pier Paolo Pasolini, Federico Fellini, Valerio Zurlini, Michelangelo Antonioni, Ettore Scola, Mario Monicelli, Francesco Rosi, Dino Risi, Roberto Rossellini, Vittorio De Sica, Marco Bellocchio, Bernardo Bertolucci e Luchino Visconti. 
A bela e misteriosa Laura enfeitiça e seduz Ruggero, que não resiste aos encantos dessa jovem sexy, linda e loira.
Eram verdadeiros artistas, que produziram o melhor Cinema do mundo durante, no mínimo, 20 anos consecutivos. 


Essas diferenças de classe e a maneira como isso afeta as relações entre as pessoas são um tema presente no cinema italiano desta época , bem como a ascensão econômica e social de parte da população, mas sem que isso tenha eliminado as desigualdades sociais e a pobreza no país. 

Scintillone vai até a periferia de Roma e conversa com uma mulher, para quem pergunta a respeito de Rossana. A mulher sugere que esta começou a se prostituir, mas Scintillone não se surpreende com o fato, encarando-o com uma certa naturalidade, pois sabe da pobreza em que ela vive. 

Scintillone procura por Rossana e a encontra com Eliseo, namorado dela. Dança com ela e a convida para sair pela noite de Roma, a fim de curtir a vida, de desfrutar um pouco daquilo com que eles tanto sonham e que somente os ricaços e bem nascidos tem acesso. Ela aceita e eles combinam de sair depois que ela se livrar de Eliseo. 

Enquanto isso, Ruggero pega uma carona de moto para ir atrás de Scintillone, a fim de recuperar o dinheiro que Gino havia roubado. 
Scintillone, jovem marginal proletário que vive de pequenos roubos, oferece uma noite de sonhos para Rossana, uma bela jovem, também proletária, e que já está começando a se prostituir para poder melhorar de vida.
Scintillone e Rossana começam a curtir a noite de Roma e vão a um local frequentado por ricaços, onde são esnobados e expulsos, tratados como se fossem lixos, pois são de uma classe social 'inferior'. Ele quer ficar, porque diz que tem dinheiro. Mas ele não entende que ali não é um local apenas para quem tem dinheiro, mas para quem tem 'berço', 'família', 'um nome a zelar'. Ele arruma confusão e acaba sendo preso pela Polícia. Daí, Ruggero chega e fica com o dinheiro que Scintillone havia roubado de Gino. 

Ruggero convida Rossana a fim de sair para curtir a vida juntos. Afinal, ele também quer a sua parte do sonho. Assim, ele a leva para dançar e depois para um restaurante caro, que já está fechando, totalmente vazio, mas ele paga para comer e ouvir música, vivendo aquela noite como se ambos fossem ricos. Eles dançam e sabem que aquela realidade não irá durar e que no dia seguinte eles estarão de volta à pobreza e à vida dura de sempre. Mas eles não se preocupam com isso e querem aproveitar cada momento, nem que isso aconteça apenas uma vez por ano. 

Eles voltam para casa, Ruggero paga o táxi e joga fora a última nota de mil liras que havia sobrado daquela noite de sonho que vivenciou. 

Fim.
Depois da prisão de Scintillone, será a vez de Ruggero e Rossana aproveitarem, juntos, da agitada vita noturna de Roma. Mas eles sabem que no dia seguinte voltarão à dura vida de sempre. 
Informações Adicionais:

Título: La Notte Brava ('A Noite Selvagem'; no Brasil, o filme foi traduzido como 'A Longa Noite de Loucuras'); 
Diretor: Mauro Bolognini;
Roteiro: Pier Paolo Pasolini e Jacques-Laurent Bost (baseado em um romance de Pier Paolo Pasolini, 'Ragazzi di Vita' - 'Meninos da Vida');
Duração: 91 minutos;
Ano de Produção: 1959;
País de Produção: Itália e França;
Música: Piero Piccioni;
Fotografia: Armando Nannuzzi;
Elenco: Rossana Schiaffino (Rossana); Elsa Martinelli (Anna); Laurent Terzieff (Ruggero); Jean-Claude Brialy (Scintillone); Anna Maria Ferrero (Nicoletta); Franco Interlenghi (Gino Bellabella); Tomas Milian (Achille Moretto); Antonella Lualdi (Supplizia); Mylène Demongeot (Laura); Maurizio Conti (Pepito); Piero Palmisano (Surdo-Mudo); Franco Balducci (Eliseo); Mario Meniconi (Mosciarella); Marcella Valeri (Mãe de Rossana). 
Prêmio: Melhor história original do Sindicato Nacional de Críticos de Cinema da Itália em 1960.

Link: Informações sobre o filme: 

http://www.imdb.com/title/tt0051469/?ref_=fn_al_tt_1

Trailer do Filme: 

Nenhum comentário: