domingo, 25 de março de 2018

"Arquivo X" - "Minha Luta 4": Episódio frenético encerra a participação de William, o 'Salvator Mundi', na série!

"Arquivo X" - "Minha Luta 4": Episódio frenético encerra a participação de William, o 'Salvator Mundi', na série! - Marcos Doniseti!
Foto promocional do excelente episódio 'My Struggle 4', que encerrou a participação de William na série. Duchovny disse que William poderia ser o protagonista de uma spin-off de 'Arquivo X', o que é uma boa ideia. 

'Salvator Mundi': Salvando a Humanidade!


A frase de abertura do 'Minha Luta 4' foi 'Salvator Mundi' (Salvador do Mundo), que é o nome de um quadro de Leonardo da Vinci que mostra Jesus Cristo. 

Obs1: O quadro foi comprado em leilão, realizado em Dezembro de 2017, e quem o comprou foi um príncipe da Arábia Saudita. Ele pagou a bagatela de US$ 450 milhões pelo quadro.

Segundo Chris Carter afirmou em entrevista, a expressão 'Salvador do Mundo' pode se referir a três personagens, que são o Canceroso, Mulder e William.

O que significa isso? 

Entendo que o Canceroso se via como o 'Salvator Mundi' porque estaria impedindo que a humanidade continuasse o processo de devastação do planeta. Assim, para ele, o extermínio da humanidade era o preço a pagar para que a Terra fosse salva. Os alienígenas lhe disseram que isso também aconteceu com eles (ou seja, eles devastaram seu planeta) e que, agora, a Terra passava pelo mesmo processo (ver 'Minha Luta 2', 10X06). 
A frase de abertura do episódio foi 'Salvator Mundi' (Salvador do Mundo), que é uma referência a um quadro de Leonardo Da Vinci e, ao mesmo tempo, está relacionado ao papel desempenhado, principalmente, por William nesta nova Mitologia do 'Vírus Espartano'.
Já no caso de Mulder, este se transformaria no 'Salvador do Mundi' porque iria matar o Canceroso (como ele pensa que fez, aliás) e, assim, impediria que a humanidade fosse extinta. 

E no caso de William, o mesmo inviabilizaria os planos do Canceroso, e também poderia ser considerado como um 'Salvador da Humanidade', cumprindo com aquilo que vimos no episódio em que ele foi concebido, que se chamou justamente 'A Salvação da Humanidade'. 


A diferença é que para o Canceroso, a expressão 'salvar a humanidade' tinha um significado completamente diferente daquele que tinha para William e Mulder. 

Observações iniciais sobre o 'Minha Luta 4':

1) William cumpriu com a missão para a qual ele foi criado: o de Salvador da Humanidade, impedindo que a Pandemia acontecesse. E como ele mesmo escreveu em seu blog, o 'Ghouli , ele não terá uma vida, pois está destinado a ter uma missão. 
Na residência de Mulder, com quem a Scully conversa ao telefone, vemos o 'The Ufo Book' sobre a mesa. Os ETs podem ter sumido da série, mas o Mulder continua acreditando neles. 

O seu desaparecimento, no final, permitirá que ele tente levar uma vida normal adiante. Resta saber se ele conseguirá. Esse foi um dos ganchos do episódio.


2) Para mim, apenas a Monica Reyes morreu (e olhe lá...) Os demais (Canceroso e Skinner) continuam vivos;

3) O Canceroso não estava morto quando o Mulder o empurrou na água. Ele estava consciente e com os olhos bem abertos. Talvez ele estivesse usando algum tipo de colete a prova de balas feito de metal, ou então ele se tornou um tipo de 'supersoldado', assunto sobre o qual irei comentar mais adiante nesse texto. 

4) Já o Skinner estava embaixo do carro, mas não vimos se morreu ou não. 


É como disse o Chris Carter, em entrevista publicada depois da exibição do episódio: 'Não tiramos o pulso de ninguém'...rs. Então, pode ser que os três estejam vivos e possam voltar a aparecer caso a série tenha continuidade;
Episódio 'My Struggle 4' foi narrado com base na perspectiva de William que, no início, faz um resumo da história de sua vida enquanto está escondido no cais do porto de Norfolk.  

5) Assim, o futuro mostrado em 'Minha Luta 2' (10X06), com um cenário de Pandemia Global em pleno andamento, não aconteceu. Ainda. Se o Canceroso estiver vivo (como deve estar...), nada o impede de tentar levar a Pandemia adiante novamente, mas de uma outra maneira. E daí aquele futuro poderá vir a acontecer; 


6) No fim, William não tinha pai, apenas mãe. É uma criança de laboratório, tal como aquelas 'Evas' que vimos em 'Projeto Litchfield', que foi um dos projetos que gerou a Mitologia dos Supersoldados e à qual a concepção do William está relacionada. Elas diziam que não tinham pais, que não haviam nascido, que haviam sido criadas. William é o mesmo caso. A diferença é que ele é um híbrido, possuindo DNA alienígena e tendo poderes imensos; 

7) E William, o 'X-Men' (como disse o motorista do caminhão que lhe deu carona) com múltiplos poderes de 'Arquivo X', continua vivo, como eu disse, no grupo do Facebook, que aconteceria antes do episódio ser exibido. 

E aqueles outros garotos 'X-Men' que vimos em 'Mutação Fundadora' (10X05) também estão soltos pelo mundo, bem como outros jovens que, como o William, foram criados no projeto 'Cruzamento de Estradas', citado pelo Skinner, em conversa com o Mulder, no 'Ghouli' (11X05).
Canceroso e a inseparável fumaça produzida pela quantidade monumental de cigarros que ele fuma. Ele foi o criador de William, ao qual pretendia usar para levar a Pandemia Global adiante.

E todos eles possuem inúmeros poderes, que devem ser os mais variados possíveis, sendo que o William deve ser o mais poderoso de todos. 


Está aí um ótimo ponto de partida para se criar um spin-off de 'Arquivo X', tendo o William como o protagonista da série. Até mesmo David Duchovny falou, em entrevista, que isso seria possível. 

8) O Kersh fechou os 'Arquivos X' e, agora, Mulder e Scully estão sem trabalho e ainda terão que cuidar de um filho, que também não sabemos como foi possível de ser concebido, pois ela é estéril. 

Se ela engravidou por meio de relações sexuais com o Mulder, então faltaria explicar de que maneira a sua fertilidade foi restaurada. Tudo indica que William foi o grande responsável por isso e que tal fato ocorreu no 'Ghouli'. Também comentarei isso com mais detalhes depois.  

Aliás, há algumas semanas eu abri um tópico, em um grupo do Facebook, no qual perguntei se a Scully não estaria grávida e isso se confirmou agora. 
Contrariar a vontade de William, mesmo quando ele ainda era uma criança, não era uma boa ideia, pois ele já possuía alguns poderes.

9) E finalmente descobrimos qual é o significado do peixe-bolha: Mulder e Scully terão um filho. E agora ele (a) será deles, mesmo. Não tem nenhum Canceroso envolvido na história, pois ela engravidou como fruto de relações sexuais normais que teve com o Mulder.


10) O final do 'Minha Luta 4' foi parecido com o do segundo filme, 'I Want to Believe', com Mulder e Scully sozinhos, sem mais ninguém, e fora do FBI, pois o Kersh decidiu fechar os 'Arquivos X' e demitir os dois. 

Logo, eles irão viver juntos e cuidar do bebê, o que será um obstáculo para um eventual retorno para os 'Arquivos-X'. Mas será que uma nova história de Conspiração, ou mesmo a retomada desta Pandemia do 'Vírus Espartano' pelo Canceroso, poderá fazer o Mulder voltar à ativa? Não sabemos. 

Afinal, combater Conspirações, investigar assassinos seriais, psicopatas, etc, e cuidar de uma criança recém nascida ao mesmo tempo é complicado, para dizer o mínimo. De fato, é inviável;
William, ainda na adolescência, fez um ovo chocar um pintinho... Um dos seus poderes, portanto, é o de controlar e manipular a matéria. E os seus poderes vão aumentando com o tempo. 

11) O William voltando a aparecer depois de levar o tiro na cabeça me fez lembrar de cena muito semelhante, com o Dr. Secare, no episódio 'Jogo de Gato e Rato' (1X24), no qual ele levou vários tiros, ficou três dias embaixo da água e não morreu, bem como da Shannon McMahon em 'Nothing Important Happened Today' (9X01 e 9X02). 


Ela era um supersoldado que também possuía a capacidade de se regenerar e que somente poderia ser destruído pela magnetita (ver 'Trust No One', 9X06). O Dr. Secare, tal como o William, também era um híbrido humano-alienígena. 

12) Logo, o episódio final foi muito bom e deixou inúmeras questões sem resposta e inúmeros ganchos para uma possível 12a. temporada. Espero que ela seja produzida, com todos a bordo, e o quanto antes. 

'The X-Files Forever!'.

13) O 'This Man' apareceu neste episódio, em um outdoor, na cena em que Erika Price e os mercenários que trabalham para ela encontram o carro em que seu agente foi morto pelo William, que explodiu o sujeito, sobrando somente as tripas do mesmo;

14) Esse episódio não foi feito para dar um fechamento para a 'Mitologia do Vírus Espartano' ou da 'Pandemia Global', comandada pelo Canceroso, mas para se promover o encerramento da participação do William em 'Arquivo X'. 

Se analisarmos friamente, o William cumpriu inteiramente com a sua missão. Ele salvou a Humanidade, tema sobre o qual também irei comentar posteriormente. 
Quando William passou a usar de seus poderes, na adolescência, isso chamou a atenção do governo. Assim, ele passou a ser vigiado. O mesmo aconteceu com Mulder e Scully, em suas adolescências, conforme vimos nos livros 'Origens' ('O Agente do Caos' e 'O Advogado do Diabo'). 

William e a sua missão!

Em seu blog (o 'Ghouli') o próprio William diz que ele tem uma missão a cumprir e que jamais teria uma vida normal enquanto tentassem usá-lo para outras finalidades. 

Ele chegou a dizer para a sua namorada (Sarah) que preferia morrer do que continuar com essa vida em que é perseguido o tempo todo e no qual as pessoas próximas dele acabam morrendo, como aconteceu com os seus pais adotivos. E foi por isso que ele decidiu fugir, pensando no que iria fazer para romper com tudo isso que lhe aconteceu. Daí ele foi para o cais, onde ficou relembrando a sua vida, momento no qual ele faz a narração de abertura do episódio. 

Portanto, este episódio foi contado com base na perspectiva de William, completando o ciclo dos episódios 'Minha Luta', no qual cada um foi contado com base na perspectiva, visão ou ponto de vista de cada protagonista:

Minha Luta 1 = Perspectiva do Mulder;
Minha Luta 2 = Perspectiva da Scully;
Minha Luta 3 = Perspectiva do Canceroso;
Minha Luta 4 = Perspectiva do William.

Mas, quando o Mulder o encontrou, no Motel Timberland (isso foi merchandising?) e como ele tem o poder de prever o futuro, William sabia que o Canceroso iria querer matar o Mulder. Logo, no final, ele se disfarçou de Mulder, e fez o Canceroso atirar em sua cabeça e 'morreu', caindo no mar. 
Irritado com o vazamento de informações a respeito de uma Conspiração em andamento, Kersh dá uma bronca em Skinner, determina o fechamento dos 'Arquivos X' e anuncia a demissão de Mulder e Scully. Esse é o Kersh de sempre...

No entanto, logo depois William reapareceu, vivo. Tudo indica que William não sabia que possuía esse poder, de se regenerar. Ele realmente acreditava que se o Canceroso atirasse nele, acabaria morrendo, mas isso não aconteceu, é claro. 


Logo, a vontade de William, era de querer romper com essa vida e, tal como o Elvis (que não morreu...), ele acabou, de forma involuntária, forjando a própria morte. Todos pensam que ele está morto: Canceroso, Mulder, Scully. E assim ele poderá tentar levar adiante uma vida normal, em outro lugar, onde ninguém o conheça. 

Mas, para que isso se torne possível, William não poderá voltar a usar dos seus poderes, pois quando isso acontecer, ele será descoberto novamente, tal como aconteceu quando fez aquela brincadeira com as suas duas namoradas (Brianna e Sarah) no 'Ghouli' (11X05).

Além disso, claramente William possui uma conexão mental com Scully, pois ambos tem o DNA alienígena e ela é sua mãe biológica. Então, será que Scully terá como descobrir que William está vivo? Ela demonstrou, neste episódio, possuir a capacidade de intuir onde William se encontra, quando falou para o Mulder que sabia que o filho não estava naquele avião que a Monica Reyes havia informado. E não estava mesmo. 

Então, será que William conseguirá viver anonimamente e terá uma vida normal? Não sabemos. Esse é um dos inúmeros ganchos que ficou neste excepcional episódio final desta ótima 11a. temporada. 
Skinner conversa, ao telefone, com o Canceroso, por quem ele foi enganado. Ele pensava que se encontrasse o William, o Canceroso não daria início à Pandemia Global. Na verdade, o Fumacinha queria usar o garoto para promover a Pandemia. Quando descobriu a verdade, Skinner se voltou contra o Canceroso. 

Afinal, William tem pai e mãe biológicos?


William é filho da Scully, sim. Ela é a sua mãe biológica, inegavelmente. 

Isso foi comprovado no 'Ghouli', no exame de DNA que ela mesma realizou. Mas o Mulder é que não é o pai do garoto, de fato. Na verdade, o William não tem um pai, pois o Canceroso foi o criador dele, usando de Ciência e DNA alienígenas, mas não é o seu pai biológico. 

William tem visões do Canceroso, mas isso acontece porque o mesmo foi o seu criador, mas ele não é o seu pai. William deve pensar que o Canceroso é o seu pai porque o mesmo sempre aparece em suas visões, mas ele não tem um pai, de fato.  

Assim, qualquer referência a Cristo, que teve uma mãe que foi engravidada pelo Espírito Santo, e que não teve, portanto, um pai humano, não é mera coincidência. 

O próprio contexto em que William foi criado e nasceu acaba lembrando, em tudo, a história de Cristo: 

- Uma concepção milagrosa;
- Uma estrela guia no Céu;
- Um parto em condições precárias e em um local pequeno e isolado;
- Um vitral com uma referência bíblica na casa em que William nasceu;
- Os três Reis Magos (os saudosos Pistoleiros Solitários) levando presentes para o recém-nascido;
- Uma criança milagrosa e extremamente poderosa, que seria a Salvação da Humanidade.
No FBI, durante a conversa entre Skinner e Scully, vemos duas palavras: Bravery e Integrity (Bravura e Integridade), que se aplicam a Skinner, tal como veremos no final do episódio. Ele cumpriu o que havia prometido para Mulder e Scully em 'Kitten' (11X06). 

Aliás, tudo isso é reforçado pelo uso da expressão 'Salvator Mundi', que é um quadro de Leonardo Da Vinci. 


Portanto, tudo isso que aconteceu com o William nesta temporada já estava escrito.

Essa história foi, de fato, escrita lá atrás, na 7a., 8a. e 9a. temporadas. Agora, tivemos apenas a conclusão da mesma, que se deu de forma absolutamente coerente com tudo o que já havia sido mostrado na série a respeito do William. O problema é que demorou quase 18 anos para que essa história fosse concluída. 

Batam palmas para Chris Carter, Ladies and Gentlemen!

Obs2: E depois temos 'fãs' de 'Arquivo X' que dizem que o Chris Carter se perdeu na Mitologia, que ele não sabe o que faz com ela mais, que ele não sabe conduzir a série. Será que esse pessoal realmente acredita nessas asneiras monumentais que escreve e fala sobre 'Arquivo X'? Espero que não. Porque, se eles acreditam nisso, então eles não entenderam coisa alguma a respeito dessa série absolutamente fantástica que é 'Arquivo X' e não sabem nada a respeito das Mitologias do seriado. 

Aliás, o novo bebê de Mulder e Scully também terá DNA alienígena, pois a Scully, que possui o mesmo em seu organismo (ver ''Minha Luta 2", 10X06), deverá transmitir tal DNA para o (a) filho (a). Mas dificilmente ele (a) terá algum dos poderes que o William possui. O bebê deverá ser mais forte, mais rápido, mais resistente e mais inteligente do que um ser humano normal. E se ele vier a ter algum poder (o que é até provável), o mesmo deverá ser bem limitado. Nada que se compare ao 'Multi X-Men' que é o William. 
O armário 'secreto' de Mulder: Sua arma e os inseparáveis lápis. 

No final, Scully diz para Mulder que acredita que ela apenas gestou e pariu William, mas que não é a mãe dele. Penso que ela falou isso para diminuir o seu sofrimento, por acreditar que o William está morto, ou seja, ela disse isso numa tentativa de se desapegar do garoto, mas enquanto ela fala isso, o seu sofrimento é mais do que visível. E o sofrimento de Mulder, ao saber que não é o pai de William, também. 


O sofrimento deles é mais do que visível. Eles jamais irão esquecer de William, por tudo o que ele representou em suas vidas. 

Mas entendo que a Scully percebeu que ficar com William ou ir atrás dele seria uma fonte de sofrimento permanente e constante para ela e Mulder, que continuariam sofrendo indefinidamente pelo garoto. Assim, é melhor deixar William partir. Até porque, agora, ela está grávida novamente, e tudo indica que tal concepção se deu de forma natural e que o Mulder é o pai deste (a) filho (a). E os dois terão que cuidar dessa criança, o que passará a ser a prioridade em suas vidas. 

Afinal, desta vez a Scully não foi sequestrada, não foi submetida a testes, seus óvulos não foram retirados e tampouco foram usados para criar uma filha (Emily) e nem tivemos a introdução de um embrião híbrido em seu útero (William). 
Monica trabalha junto com o Canceroso mas, ao mesmo tempo, passa informações a respeito de William para Mulder e Scully.

Monica Reyes e Skinner abandonaram o Canceroso no final!


Eu disse em vários podcasts do 'Resistência eXcer', do qual participei neste ano, que acreditava que Monica Reyes e Skinner jamais seriam leais ao Canceroso e que, no momento final, eles trairiam ao Fumacinha, tentando atrapalhar os seus planos de iniciar a Pandemia do 'Vírus Espartano'. 

E foi exatamente isso que aconteceu.

Em primeiro lugar, a Monica mentiu para o Canceroso. 

Ela informou a Scully e o Mulder sobre o local em que o William se encontrava (Tennessee) e para onde ele seria levado (Maryland), mas logo depois, quando o Fumacinha entrou no carro e lhe perguntou sobre o William, ela disse que não tinha nenhuma informação a respeito do garoto. Mentira. 

E depois, na sequência final, a Monica tentou dar marcha a ré no veículo, no qual estava junto com o Canceroso, para não atropelar Skinner. O Fumacinha é que forçou a mesma a jogar o carro para cima do Skinner, que atirou nela para impedir que o Canceroso prosseguisse com os seus planos. 
Tad O'Malley recebe telefonema de Scully, que o avisa a respeito de uma Conspiração global que está perto de começar. É bom lembrar que os fatos mostrados em 'Minha Luta 4' (11X10) antecedem totalmente ao que vimos em 'Minha Luta 2' (10X06). De fato, a resolução da Pandemia Global ficou para o futuro. 

E o Skinner fez isso logo depois de informar a Scully de que o William não era filho de Mulder, mas que havia sido criado pelo Canceroso como parte de um projeto secreto, de um experimento, sendo uma criança de laboratório.


Nesta conversa, Scully deve ter informado Skinner a respeito das visões que o William lhe enviou, bem como do fato de que o Canceroso pretendia usar o garoto para levar adiante o seu plano de iniciar a Pandemia Global do 'Vírus Espartano' que iria exterminar a humanidade. Skinner não sabia que este era o objetivo do Canceroso. 

Skinner pensava que se entregasse o William para o Fumacinha, o mesmo desistiria de seu plano de promover uma Pandemia Global, deixando de lado a ideia de exterminar a humanidade. Quando ele perguntou se, ao entregar William, a Pandemia deixaria de acontecer, o Canceroso não falou nada e apenas disse que ele deveria encontrar o garoto. 

Logo, inicialmente, para Skinner, a sua colaboração com o Canceroso, procurando e encontrando o William, era o preço a pagar para que a Pandemia não acontecesse e para que a humanidade não fosse extinta. Mas não era nada disso. 

No 'Minha Luta 3' (11X01), o Canceroso já tinha avisado Skinner sobre os planos para iniciar a Pandemia, mas não disse que o William fazia parte dos mesmos e que teria um papel fundamental em tudo. 
Maddy e Sarah, a namorada de William, conversam com Mulder, que procura pelo jovem que acredita ser o seu filho. Maddy disse para Mulder que ele não se parecia em nada com o William.

Na época do 'Minha Luta 3' isso não ficou bem claro, mas agora percebe-se que foi exatamente o que aconteceu, o que explica porque o Skinner havia concordado, contra todas as probabilidades, em colaborar com o Canceroso. 


Assim, quando a verdade ficou clara para ele, que o Canceroso queria controlar o William para iniciar a Pandemia, Skinner mudou de lado, pois percebeu que tinha sido enganado pelo Canceroso, o que explica porque ele se voltou contra o mesmo no final. 

Desta maneira, Skinner manteve a sua bravura e integridade intactas. Aliás, estas duas palavras apareceram quando ele conversou com Scully no FBI. Percebe-se, depois que o episódio terminou, que elas se referiam ao próprio Skinner. 

William, desta maneira, era o elemento central desta Mitologia que se desenvolveu na 10a. e 11a. temporadas de 'Arquivo X'. 

Afinal, quem controlasse o William seria o vitorioso neste confronto e controlaria o Futuro, como a Monica disse para o Mulder. E tal como prometeu para Mulder e Scully, em 'Kitten' (11X06), Skinner ficou ao lado deles e se sacrificou no final, embora tudo aponte para o fato de que ele não morreu. Mas a promessa feita por ele, para os dois, foi cumprida. 

Skinner: Bravura e Integridade!
Mulder, emocionado, abraça William, pensando que havia encontrado o seu filho. William estranha, pois as suas conexões mentais se dão apenas com Scully. Ele também vê o Canceroso, mas Mulder nunca apareceu em suas visões. 

Planejamento detalhado da gravidez de Scully na 11a. temporada!


Agora, se analisarmos bem cada episódio da 11a. temporada, vimos que tivemos toda uma sequência de acontecimentos que conecta todos os episódios da mesma na questão da gravidez da Scully.

Senão, vejamos: 

1) No 'Minha Luta 3' (11X01) vimos o William se conectar mentalmente com a Scully, levando-o a pensar que ela seria a sua mãe biológica, o que foi confirmado no 'Ghouli', quando a Scully fez o exame de DNA. Também vimos que Scully costuma passar várias noites na casa do Mulder. 

2) No 'This' (11X02) vimos Mulder e Scully trocarem olhares quando a Karah falou que ela e o Langly queriam viver juntos, por toda a eternidade, e que foi em função disso que eles aceitaram a proposta de continuar a viver no mundo virtual. E no mesmo 'This' o Mulder perguntou para a Erika Price se ele a Scully poderiam ir juntos para o mundo virtual, selando uma união eterna entre eles. 

3) No 'Plus One' (11X03) Mulder e Scully tiveram aquela conversa no motel 'Santa Raquel', cujo nome é uma referência bíblica a mulheres de mais idade que engravidaram, no qual a Scully e o Mulder falam sobre a possibilidade dela ser mãe. E neste episódio eles se relacionaram sexualmente duas vezes. 
Erika Price, pouco antes de ser feita em pedaços pelo William. 

4) No 'The Lost Art of Forehead Sweat' (11X04) vimos, na cena final, Scully e Mulder juntos e novamente na residência dele. 


5) No 'Ghouli' (11X05) o William conversa com a Scully várias vezes. É muito provável que ele tenha lido a mente dela nestas oportunidades e descoberto que ela era estéril e que gostaria de ser mãe. 

E ao descobrir que ela o ama de verdade e que era uma boa pessoa (o que ele falou para a Scully no final do episódio) William decide usar dos seus poderes para restaurar a fertilidade dela. Ele também descobriu, lendo a mente dela, que ela era, de fato, a sua mãe biológica, pois Scully havia feito o exame de DNA que confirmou isso. 

6) No 'Kitten' (11X06), vimos que Mulder e Scully decidem ficar ao lado de Skinner, quando este declara que estaria disposto a se sacrificar por eles. Mulder fala isso para o Skinner, dizendo isso não apenas em seu nome, mas também no de Scully

Mulder sequer precisou perguntar para Scully o que ela pensava a respeito disso, pois já sabia que ela iria concordar com a sua fala, mostrando que, depois de tantos anos, existe um grau muito elevado de intimidade e de entendimento mútuo entre eles, que sequer precisam conversar para saber o que o outro está pensando. Eles sabem o que cada um pensa e sente, a respeito de tudo. 
Skinner acaba contando a verdade para Scully a respeito da paternidade de William. 

7) No 'Rm9sbG93ZXJz' (11X07) aparece o peixe-bolha, que a Gillian usou como dica da gravidez dela em postagens da sua conta no Twitter. E a cena final do episódio é Mulder e Scully de mãos dadas. Este foi um episódio quase sem diálogos e que somente foi possível de ser feito justamente porque Mulder e Scully não precisam trocar palavras para se comunicarem. Eles fazem isso com gestos e olhares. 


8) No 'Nothing Lasts Forever' (11X08) Mulder e Scully se casam em uma 'Cerimônia de Luz'. A cena final mostra três velas, o que é uma referência clara para o fato de que Scully estava grávida.

9) No 'Familiar' (11X09) eles decidem ficar juntos. Para sempre. E também decidem ir procurar pelo William, que é exatamente o que eles fazem no 'Minha Luta 4'. 

10) E no 'Minha Luta 4' (11X10) descobrimos que a Scully está grávida. 

Estão vendo como essa temporada foi planejada e pensada nos mínimos detalhes? E depois há quem diga que o Chris Carter não sabe planejar uma temporada. Ah, vão assistir novelas da 'Globo', vão. 

E novamente eu digo: Batam palmas para Chris Carter, o Mestre, Ladies and Gentlemen.
A bela filha de David Duchovny (West Duchovny) interpretou Maddy, irmã mais velha de Sarah, a namorada de William. Ela foi quem informou Mulder sobre o local para o qual William estava indo (a velha usina de açúcar). 

A procura por William!


Quem controlar o William, controlará o Futuro, disse a Monica Reyes para o Mulder e Scully. E assim começou a busca dos dois pelo jovem que ambos acreditavam ser o seu filho. 

Monica informa os dois sobre onde estaria o garoto (em um avião, sendo levado para Maryland), mas Scully intui que a informação passada pela ex-parceira é incorreta, no que ela estava certa. Mesmo assim, Mulder decide arriscar, com a Scully pedindo apenas que ele voltasse com vida, e vai até Maryland, atrás de William, mas o que ele encontra é a sede da Purlieu, a entidade privada comandada por Erika Price que também deseja ter William sob o seu controle e que, portanto, rivaliza com os planos do Canceroso. 

Mulder consegue invadir o local e matar o 'Mr. Y'. Antes de morrer, ele disse para Mulder que todos queriam controlar William, porque o mesmo era uma criança especial, que tinha 'aquilo que todo mundo quer', ou seja, Poder. E no caso do William, trata-se de poderes. Muitos. 

Portanto, tudo indica que Monica passou a informação errada de forma deliberada, com o objetivo de jogar Mulder e Scully contra a Purlieu e seus líderes. E conseguiu. E se levarmos em consideração que a Monica agiu contra o Canceroso no final, então ela passou essas informações para Mulder e Scully com o objetivo de destruir com os planos tanto de Erika, como também com os planos do Canceroso.  
Cenas de carros em velocidade se tornaram comuns na 11a. temporada, o que nunca foi comum na série. 

Scully acaba descobrindo que William foi para o Tennessee e que jogou na loteria e ganhou, usando do seu poder de enxergar o futuro, a fim de ter dinheiro para poder continuar a sua fuga. Isso, sim, é que é vida. William nem precisa se preocupar em procurar um emprego...rs. 


Daí, Mulder é avisado por Scully e vai atrás do garoto, que ele acredita ser o seu filho, que pega carona com um caminhoneiro (no caminhão estava escrito 'Millennium', que se refere à antiga série de TV criada por Chris Carter), ao qual leva um susto gigantesco quando o mesmo olha para William e vê o 'Ghouli'. 

Mulder, que perseguia o caminhão, conversa com o assustado motorista e pega a estrada novamente. No entanto, William se escondeu e acabou pegando carona, rumo a Norfolk, com um agente da Purlieu, qua havia colocado um rastreador no veículo (um Ford Mustang) de Mulder. Bastou o William entrar no carro e ler a mente do agente para saber que o mesmo estava mal intencionado. O sujeito morreu ali...

E William, depois que chegou em Norfolk, tratou de explodir o agente que trabalhava para Erika Price. Ele não faz isso porque é ruim, mas porque sabe o que irá acontecer com ele caso venha a ser capturado por Erika Price ou pelo Canceroso. 
Skinner atira em Monica Reyes. Ele se voltou contra o Canceroso quando percebeu que havia sido enganado pelo mesmo.

William descobriu, por meio do seu poder de enxergar o futuro, que foi criado para desempenhar um papel nefasto num plano maligno, que é comandado pelo Canceroso. 
Ele também se deu conta de que mesmo que se recusasse a desempenhar tal missão, ele seria perseguido a vida inteira por governos e organizações que iriam desejar testá-lo ou usá-lo para atingir objetivos maléficos. 

William preferia morrer do que aceitar ser usado ou ter que se limitar a viver dessa maneira, fugindo o tempo todo, sem rumo definido. Assim, ele tem fugir dos militares que estão a serviço da Purlieu e que o perseguem pelo cais do porto de Norfolk, bem como do Canceroso. Daí, ele foi visitar Sarah, que agora é a sua única namorada, a quem ele pede que vá junto com ele embora. Ela combina de se encontrar com ele em uma pousada (Timberland), mas quem irá atrás dele é Mulder. 

Neste encontro, Mulder mostra que está convencido de que William é seu filho, mas o mesmo pergunta porque não existe nenhuma conexão com ele, sendo que com Scully, sua mãe biológica, tal conexão existe, o que deixa Mulder confuso. Logo depois, chegam Erika e seus militares, que são explodidos por William, que foge, rumo à velha usina de açúcar que fica no cais do porto de Norfolk. 

Mulder liga para Scully, dizendo que não sabe para onde William fugiu, enquanto ela conversa com Skinner, que a conduz até Norfolk. Scully encontra William, que conversa com ela disfarçado de Mulder, que lhe diz que ela deve deixá-lo ir embora. 

Somente quando o verdadeiro Mulder aparece é que ela percebe que esteve conversando com o William, repetindo-se o que havia acontecido em 'Ghouli', quando ela conversou com o filho várias vezes, mas com ele sempre disfarçado de outra pessoa. 
Será que Monica Reyes recebeu um tiro fatal? A imagem indica que sim. Mas como o Chris Carter disse que ninguém tirou o pulso dela... 

Obs3:
Esta não foi a primeira vez em que Scully conversou com um falso Mulder. Isso também aconteceu em 'A Colônia'/'Fim de Jogo' (2X16 e 2X17), quando o 'Bounty Hunter' se disfarçou de Mulder para entrar no quarto da pousada em que ela havia se hospedado. Daí, o verdadeiro Mulder telefonou e Scully se deu conta do que estava acontecendo. Isso mostra que essa capacidade de William de se disfarçar de qualquer um tem origem alienígena, tal como acontece com todos os seus outros poderes, aliás. Em 'Por Dentro'/'Por Fora' (8X01 e 8X02) o 'Bounty Hunter' também se disfarçou de Mulder, para poder sequestrar Gibson Praise, que também era parte alienígena. 


Afinal, porque William desejava morrer? 

William recusava-se a aceitar o destino que lhe foram traçado pelo Canceroso e a fazer o que organizações malignas como a Purlieu de Erika Price desejavam que ele fizesse. Ele queria apenas desfrutar de uma vida normal, mas sabia que enquanto soubessem do seu paradeiro, isso seria impossível. Ele seria perseguido a vida inteira, tal como o Jeffrey Spender falou para Scully que iria acontecer em 'William' (9X16). Naquele episódio, Jeffrey disse que isso nunca iria acabar, devido ao fato de William ser uma criança superpoderosa. Ele acertou em cheio. 

Assim, percebe-se como a história de William na série manteve uma lógica e uma coerência desde o início. Por mais que os fãs não gostem do fato, William não foi criado para ser um filho normal de Mulder e Scully, que o amariam e cuidariam dele a vida toda. Nada disso. 
Skinner, embaixo do carro, para onde pulou a fim de não ser atropelado pelo Canceroso. Estaria morto? Tudo indica que não. Afinal, ninguém tirou o seu pulso...

William foi criado para atender a certos interesses, para ter os seus poderes usados por forças das trevas que desejavam destruir a Humanidade, de um jeito (Pandemia Global; Canceroso) ou de outro (o Mundo Virtual em Esferas de Dyson; Erika Price e Mr. Y). 
William rejeitou tudo isso e se voltou contra essas forças, destruindo-as (Erika e Mr. Y), ou fazendo-as acreditar que ele morreu (Canceroso). 

Obs4: Logo, de uma certa maneira, o Canceroso (o Criador) foi destruído pela Criatura (William). Olha o mito de Frankenstein novamente nesta temporada. No 'Rm9sbG93ZXJz' (11X07) já tínhamos visto a Inteligência Artificial se voltar contra os seres humanos que a criaram.  

Por isso é que ele liquidou Erika e seus agentes e que, no final, se disfarçou de Mulder e confrontou o Canceroso, pois tinha tido visões mostrando que o Fumacinha iria matar o Mulder. Mas tudo indica que o próprio William não sabia que era imortal. Ele tinha convicção de que iria ser morto pelo Canceroso, que é exatamente o que ele desejava. 

E agora ele sabe desse seu poder de viver eternamente.

Obs5: Lembram-se do 'Nothing Lasts Forever' (11X08), no qual vimos o culto liderado pelo Dr. Luvenis e por Barbara, que também queriam viver sendo jovens para sempre? Pois a Ciência Alienígena do Canceroso proporcionou isso para William. Isso é uma indicação clara de que o futuro da humanidade será o mesmo dos Alienígenas, que foi exatamente o que o Canceroso disse para o Mulder em 'Minha Luta 2'. Ou irá dizer, pois os fatos mostrados em 'Minha Luta 2' se passam num momento posterior ao que vimos em 'Minha Luta 4'. 
Mulder corre atrás de William, tentando alcançá-lo. O episódio teve um ritmo frenético, com muitas cenas de ação e perseguição.

Por que Mulder e Scully pensaram que essa nova gravidez era impossível?


Na 8a. temporada, uma tentativa de fertilização artificial foi feita pela Scully, mas não deu certo. Depois dessa tentativa frustrada o Mulder lhe disse 'Nunca desista de um Milagre' (ver 'Per Manum', 8X13). E o Canceroso providenciou esse Milagre, usando de Ciência Alienígena, o que foi confirmado em 'Minha Luta 3' (11X01).

Alguns fãs dizem que a fertilidade da Scully teria voltado na época em que ela engravidou do William ou pouco depois, mas não voltou, não. Tanto não voltou que depois da 9a. Temporada Mulder e Scully viveram juntos por vários anos, tendo uma vida sexual ativa, e ela não engravidou. Isso ficou claro no segundo filme ('I Want To Believe', 2008).

Por isso mesmo que Mulder e Scully disseram, no 'Minha Luta 4' (11X10), que essa nova gravidez seria impossível, pois ambos pensavam que ela ainda era estéril.

Alguns fãs também dizem que o chip que a Scully possui em seu corpo também poderia ter sido usado para a engravidá-la. 

Bem, isso poderia ter acontecido desde que a Conspiração alienígena comandada pelos ETs e pelo Sindicato ainda existisse no seriado, mas isso foi deixado de lado nestas duas temporadas. Os ETs conspiradores sumiram de cena nestas duas temporadas e dificilmente irão aparecer novamente. E o Sindicato nem existe mais, tendo sobrado apenas alguns remanescentes esparsos. 
Mulder atingido mortalmente pelo Canceroso? Foi o que este pensou, mas ele se enganou.
A verdade é que o Chris Carter abandonou esse tipo de história, deixando de envolver os alienígenas na série, e agora as Conspirações são comandadas por seres humanos, tal como ficou claro desde o primeiro episódio da 10a. Temporada ('Minha Luta 1').

Além disso, nenhum episódio da série sugeriu essa possibilidade do chip ter sido usado para promover essa nova gravidez da Scully. Se ele tivesse alguma relação com isso, pelo menos uma pista ou dica teria sido deixada para os fãs e isso não aconteceu. 

Os episódios 'Minha Luta 1 e 3' (10X01 e 11X01) foram mais do que explícitos em mostrar que os ETs caíram fora da série. As Conspirações são obras humanas agora. 

O 'Mr. Y' também deixou claro isso, quando falou para o Mulder que os ETs desistiram de invadir a Terra. E esta informação foi complementada pela Erika Price, quando ela afirmou que essa desistência foi motivada pelo fato da Terra estar sendo devastada, passando por um processo de aquecimento global e de rápido esgotamento dos recursos naturais (ver 'Minha Luta 3', 11X01). 

Assim, qual seria o interesses dos alienígenas em querer conquistar e viver em um planeta destruído? 
Mulder acertou cinco tiros no Canceroso e mesmo assim ele não caiu na água. Precisou o Mulder empurrá-lo para que isso acontecesse. A impressão que dá é que o Canceroso tinha algo protegendo o seu corpo. Será que ele se tornou um tipo de 'supersoldado' capaz de se regenerar ou então adquiriu algum tipo de imunidade a armas e doenças, tal como acontece com o William?

Afinal, quem morreu, de fato, em 'Minha Luta 4'?


1) Skinner se atirou embaixo do carro. Não o vimos morto, de fato. Ele deve ter ficado inconsciente ou ficou imóvel para não despertar suspeitas de que estivesse vivo, o que faria com que o Canceroso atirasse nele, matando-o de vez; 

2) O Canceroso estava vivo quando o Mulder o empurrou para o rio. Isso ficou bem claro na cena. Canceroso estava com os olhos bem abertos quando foi jogado no rio. E quando o Mulder desferiu os tiros, o impacto deles produziu um barulho, como se o Canceroso tivesse algo de metal em seu organismo. 

Então, é perfeitamente válido perguntar: Será que o Canceroso se tornou um tipo de 'Supersoldado' ou de 'Homem de Ferro'? Ou ainda, será que ele também tem a mesma capacidade de regeneração que o William demonstrou possuir, quando o garoto levou o tiro no final e, depois disso, continuou vivo? 

Tal tecnologia de regeneração de órgãos e materiais já foi vista anteriormente, em vários episódios da série, incluindo 'Leonard Betts' (4X12), 'Requiem' (7X22), 'Salvage' (8X09), 'Dead Alive' (8X15), 'Essence' (8X20), 'Existence' (8X21), 'Nothing Important Happened Today' (9X01 e 9X02) e 'The Truth' (9X19 e 9X20). 
O Canceroso estava 'vivinho da silva' quando foi empurrado pelo Mulder.

Afinal, porque o Canceroso, que coloca os próprios interesses acima de tudo e de todos, daria esse poder, de regenerar o próprio corpo, para o William e não pegaria isso para ele, garantindo, assim, a sua virtual imortalidade? 


Aliás, ele já demonstrou esse tipo de comportamento quando tentou adquirir imunidade ao Vírus Alienígena por meio de uma transfusão do material genético do Mulder para ele, pois ele desejava se tornar um híbrido (ver 'A Sexta Extinção', 7X02).

Então, é muito provável que o Canceroso tenha essa mesma capacidade de regeneração que o William possui. 

Portanto, o Canceroso também deve ser imortal, pois se ele usou dessa tecnologia de regeneração para criar o William, então ele também deve ter se utilizado dela para adquirir a mesma capacidade regenerativa do garoto. 

Isso explicaria porque o Canceroso sobreviveu aos mísseis em 'The Truth' (9X19 e 9X20) e aos tiros desferidos pelo Mulder em 'Minha Luta 4' (11X10). 
Mulder e Scully sofrem por pensarem que William morreu. Ela tenta evitar que Mulder sofra ainda mais por descobrir que não era o pai do garoto. William não teve, de fato, um pai humano, pois o DNA usado para que fosse criado era de origem alienígena. 

Afinal, a criação do William, por ordens do Canceroso, que comandou o projeto que resultou no nascimento do garoto, ocorreu na 7a. temporada (ver 'A Salvação da Humanidade', 7X15) e foi explicada na 8a. temporada (ver 'Per Manum', 'Essence', 'Existence', 8X13, 8X20 e 8X21). E tal explicação foi complementada em 'Ghouli' (11X05), no diálogo entre Skinner e Mulder. 


Outro episódio do qual lembrei foi o 'O Raio da Morte' (D.P.O.; 3X03), no qual um jovem (Darin) controlava e usava os raios, a eletricidade. Ele chegou a fazer o mesmo que o William adolescente, interferindo em semáforos para provocar acidentes de trânsito. Alguns fãs chegaram a dizer que isso mostra que o William deve ser, mesmo, filho do Canceroso. Mas isso não se sustenta. 

Não podemos esquecer que o William salvou a vida do Mulder e provocou a morte do Canceroso, que ele passou a odiar somente por suas visões, enganando o mesmo no final. Logo, ele claramente possui um lado bom que supera de longe os seus aspectos negativos. O mau uso que ele fez, na adolescência, dos seus poderes, foram fruto da imaturidade típica daquele momento e do fato dele sequer saber qual era a origem destes poderes. 

É claro que nestas circunstâncias o William seria um adolescente confuso, até porque ele era visto como sendo uma aberração pelos demais, que ficavam assustados e temerosos quando o William usava dos seus poderes. Não foi à toa que ele teve que mudar de escola inúmeras vezes e chegou a ser colocado em uma escola especial.  
Sofrendo em função do que aconteceu com William, Mulder e Scully ficam sabendo de um novo Milagre, que é o fato dela estar grávida. Tudo indica que este foi um presente de William, que tem o poder de cura, tal como os alienígenas também possuíam.

Assim, William viu o futuro no qual o Mulder seria assassinado pelo Canceroso, evitando que isso acontecesse. 
Daí, ele modificou esse futuro, se disfarçando de Mulder, sabendo que o Canceroso iria matá-lo. E qual não foi a surpresa do Canceroso quando viu o Mulder verdadeiro indo na sua direção e atirando nele

William também salvou o Mulder quando explodiu a Erika e os três militares a serviço dela, que invadiram o local em que William se encontrava, na pousada 'Timberland', junto com o Mulder, que foi atrás dele, numa tentativa de reunir a família. Aliás, foi isso mesmo que Mulder e Scully combinaram na cena final da Igreja, durante a 'Cerimônia de Luz', em 'Nothing Lasts Forever' (11X08).  

3) Morte provável, mas não com 100% de certeza, somente a da Monica, mesmo. Mas como o Chris Carter disse que 'ninguém tirou o pulso dela', podemos concluir que existe uma grande chance de que ela esteja viva. A minha amiga eXcer Flávia Cristiane observou que o tiro, aparentemente, acertou a Monica de raspão. A cena é muito rápida para se concluir isso, mas tal fato pode ter acontecido, sim; 

4) E o William mostrou que tem a capacidade de se regenerar... Assim, ele pôde levar um tiro na cabeça e sobreviver. Portanto, podemos ter certeza de que ele é imortal. 
A Luz iluminando Mulder e Scully na sequência final. Qual é o seu significado? Que William sempre irá ajudá-los, quando isso for necessário? Que Deus estará sempre do lado deles? E não podemos nos esquecer que eles se casaram em uma 'Cerimônia de Luz' ('Nothing Lasts Forever', 11X08).

Mais episódios? Seria ótimo, mas...


Muito fãs gostariam de assistir temporadas com mais episódios do que os dez que tivemos. Eu também gostaria, como todos os fãs da série, mas entendo que isso é muito difícil de acontecer, porque David e Gillian nem pensam em aceitar fazer tantos episódios (mais de 10) por temporada, pois trabalham em outras séries, filmes, peças de teatro, com música, desenvolvendo outros projetos. 

David também segue uma carreira musical, lançando discos e fazendo turnês. Uma de suas músicas, inclusive, foi tocada nesta temporada da série, no episódio 'Plus One'. Atualmente, ele está em turnê com a sua banda e fez alguns shows na Austrália recentemente.  

E Gillian não quer mais saber de séries de TV, pois se cansou das mesmas. 

Também, ela trabalhou em cinco séries e uma mini-série desde 2013, que foram: 'Guerra e Paz' (mini-série), 'Crisis', 'The Fall', 'Hannibal', 'American Gods' e 'The X-Files'. Quando se trabalha em uma série, os atores e atrizes ficam vários meses seguidos fazendo somente aquilo. A agenda deles (as) fica tomada, impedindo que participem de outros projetos. Não é possível fazer outras coisas neste período. 

E Gillian declarou que está interessada em trabalhar em outros projetos. E justamente por isso é que ela decidiu não trabalhar mais em 'The X-Files' e 'American Gods'.  
A porta do quarto da pousada em que William se hospedou tinha o número 7. William foi criado pelo Canceroso na 7a. temporada (ver 'En Ami'/'A Salvação da Humanidade', 7X15). O sangue na porta representa o fato de que a sua criação está relacionada a toda a destruição, ao sangue que iria ser derramado, pelo Canceroso em seu projeto de 'Pandemia Global', para o qual o William era fundamental. 

Poderes do William:


- Ele pode ler a mente das pessoas; 

- Ele cura doenças e até infertilidade; 

- Ele explode pessoas; 

- Ele cria realidades imaginárias; 

- Ele pode se disfarçar de qualquer pessoa; 

- Ele tem a capacidade de regeneração dos órgãos do seu corpo (todos, até do cérebro);

- Ele enxerga o futuro e consegue modificar o mesmo;

- Ele tem imunidade a todas as armas e doenças;

- Ele é imortal;

Portanto, William é o 'Salvator Mundi' (o Salvador da Humanidade).

Aliás, eu sempre disse, desde a época da 8a. temporada, que o William tinha sido criado pelo Canceroso e que ele era um tipo de supersoldado muito mais poderoso e evoluído do que os demais seres humanos e do que os próprios alienígenas. 

O tempo é o senhor da razão e, pelo menos neste aspecto, eu acertei em cheio.

Obrigado, Mestre Chris Carter! 

É bom lembrar do diálogo entre Skinner e Mulder no 'Ghouli', no qual é dito que William e outros jovens foram criados para serem superpoderosos, mas que ninguém sabia quais seriam os poderes que eles iriam desenvolver. 

Os poderes do William, pelo menos alguns deles, nós já sabemos quais são. 
O Dr. Secare, um híbrido humano-alienígena, em cena de 'Jogo de Gato e Rato' (1X24).

'Minha Luta 4' e a 11a. Temporada!


Este episódio final teve um ritmo frenético, eletrizante, o que levou alguns fãs (sempre tem...) a reclamar do fato. Se o episódio é mais parado, eles reclamam e se é mais acelerado eles reclamam também. Porque eles não vão assistir 'Malhação' e deixam 'Arquivo X' de lado, hein?

Mas isso é irrelevante. O que interessa, de fato, é que foi um excelente episódio, que permitiu ao fãs ter uma boa ideia de como foi a vida do William e que levou a um final que pode não ter agradado a todos (nunca agrada...), mas que foi inteiramente coerente com tudo o que foi exibido na série a respeito do William, como demonstrei aqui. 

Este excelente episódio coroou aquela que foi uma ótima 11a. temporada de 'Arquivo X', na qual tivemos, ao mesmo tempo, episódios de estilos variados, em apareceram muitos temas atuais e que trouxe de volta um clima mais parecido com o das primeiras temporadas.

Portanto, entendo que aqueles fãs que realmente amam 'Arquivo X' e que se preocupam em compreender as tramas do seriado devem ter gostado da temporada e deste último episódio.
Shannon McMahon, um supersoldado, em cena de 'Nothing Important Happened Today 1' (9X01). 

Eu gostei muito do 'Minha Luta 4' e os ganchos que Chris Carter deixou permitiriam que tivéssemos uma ótima 12a. temporada, embora esta corra sério risco de não acontecer, pois Gillian Anderson não demonstra mais vontade em continuar trabalhando na série, infelizmente.


Espero que Gillian mude de ideia e que venhamos a ter uma 12a. temporada que seja tão boa quanto foi a 11a. Afinal, como disse o próprio Chris Carter, 'Arquivo X' ainda tem muita história para contar. 

E para contar uma boa história não tem ninguém melhor do que Chris Carter.

'The X-Files Forever'!

Obs6: Esta 11a. temporada me parece que está sofrendo de um tipo de avaliação equivocada e inteiramente incorreta por parte de um certo número de fãs da série, que a criticam duramente e que fazem isso sem muita fundamentação. A 9a. temporada de 'Arquivo X' foi excelente, mas na época isso não foi reconhecido por muitos fãs, devido à ausência de Mulder. E o mesmo está acontecendo agora, com a 11a. temporada, que foi muito boa e que, mesmo assim, vemos muitos fãs criticando a mesma com uma certa severidade e de forma precipitada. Eles sequer se dão ao trabalho de analisar os episódios. Assistem aos episódios uma única vez e já saem detonando tudo, como se tivessem entendido tudo logo da primeira vez em que ele foi exibido. Daqui a uns 10 anos estes serão os mesmos fãs que estarão dizendo que a 11a. temporada de 'Arquivo X' foi maravilhosa, fantástica e sensacional. A tecnologia pode avançar bastante. Já o ser humano...
William volta a aparecer acima da superfície do mar, logo depois de receber um tiro na cabeça, que foi desferido pelo Canceroso, que pensava estar baleando o Mulder. Esta capacidade de se regenerar é um poder que o próprio William não deveria saber que possuía. 

Notas e Audiência!


Nota do IMDB: 7.9 (738 votos até 16:35h de 25/03/2018);

Audiência: 0.9/3 - 3.430.000 espectadores. 

Nota Média da Temporada (IMDB): 7.8;

Minha Nota do 'Minha Luta 4': 10. 

Minha Nota da Temporada: 9.5.

Links:

Chris Carter comenta sobre o episódio final da 11a. Temporada:

http://ew.com/tv/2018/03/21/x-files-finale-chris-carter-interview/

Leilão do quadro 'Salvator Mundi', de Leonardo Da Vinci:

https://epocanegocios.globo.com/Dinheiro/noticia/2017/12/principe-saudita-foi-quem-comprou-o-quadro-salvator-mundi.html