sábado, 17 de fevereiro de 2018

'Arquivo X': Comentando o episódio 'Rm9sbG93ZXJz' (11X07)! - Marcos Doniseti!

'Arquivo X': Comentando o episódio 'Rm9sbG93ZXJz' (11X07)! - Marcos Doniseti!
Cena do próximo episódio da 11a. temporada, que tem o maravilhoso título de 'Rm9sbG93ZXJz', e que lembra claramente 'Matrix'. A nova temporada de 'Arquivo X' conectou as tramas da série com a subcultura Cyberpunk. 

O vídeo, que publiquei no final deste texto, contém uma série de comentários a respeito do próximo episódio da série, que se intitula
 'Rm9sbG93ZXJz' (isso mesmo...) e que será exibido no dia 28 de Fevereiro. 

Fiz uma tradução (não literal) dos comentários que estão no Vídeo.

É bom ressaltar que este vídeo contém SPOILERS sobre o episódio. Então, se você não quer saber do que trata o mesmo sugiro que pare a leitura por aqui. 

Cuidado: Contém SPOILERS!

Tradução!

Em um mundo no qual temos cada vez mais automação e inteligência artificial, Mulder e Scully tornam-se alvos em um jogo mortal de gato e rato (sinopse).

Mulder e Scully estão em um restaurante japonês, que parece ser dotado de inteligência artificial.
Cena do episódio 'Rm9sbG93ZXJz': Seriam robôs controlados por uma Inteligência Artificial? É o que parece. 
No clip de promoção de um minuto da série, Mulder e Scully pedem a sua comida usando um aplicativo. E como o restaurante não tem nenhum empregado, Mulder paga pela comida inserindo seu cartão de caixa eletrônico em um tabuleiro estrategicamente instalado em sua mesa.

Outra tecnologia divertida apresentada no vídeo é a geladeira inteligente de Scully, que lembra a festa do aniversário de Skinner e aconselha-a a manter-se hidratada.


A geladeira inteligente de Scully também a informa de que seu estoque de molho de salada está baixo e pergunta se ela gostaria de descongelar o frango quando alguém chamado Scott virá para o jantar.

Obs1: Scott? Quem é esse tal de Scott?

O vídeo, no entanto, também mostra uma série de invenções tecnológicas perturbadoras, incluindo um carro sem motor de condução rápida, um aplicativo de navegação dizendo ao usuário que ele nunca chegará a seu escritório e uma frota de drones.
'Arquivo X': Foto de divulgação da 11a. temporada já apontava para a importância das novas tecnologias e da subcultura Cyberpunk nas tramas. 
Embora não esteja claro por que essas tecnologias estão incomodando a dupla, a sinopse do episódio revela que os parceiros irão se tornar alvos em um jogo mortal de gato e rato envolvendo Inteligência Artificial.

Em um trailer (vídeo) exibido anteriormente para divulgar o episódio, Scully sussurrou para Mulder que alguém os está rastreando e que essa pessoa sabe tudo sobre o que eles estão fazendo.

O episódio é intitulado 'Rm9sbG93ZXJz', que é um código Base64 usado para codificar informações binárias de texto para que possa ser transferido digitalmente sem alterações.

De acordo com o Syfy Wire, se 'Rm9sbG93ZXJz' for decodificado, ele se traduz na palavra Followers (ou seja, 'Seguidores').

Em uma entrevista, Duchovny disse que este episódio, que foi escrito por Kristen Cloke e Shannon Hamblin, tem apenas 15 ou 20 linhas de diálogo. Tanto o Duchovny, quanto a Gillian gostaram do mesmo. E Glen Morgan elogiou a 'Fox' por deixá-los realizar um episódio desses.
Em 'This' (11X02) vimos que o falecido Langly continua a sua existência em uma Realidade Virtual, que é controlada pela 'Perlu', empresa que pertence a Erika Price, que comanda uma nova Conspiração na série que tem, como objetivo, levar os seres humanos para viver em uma Simulação Virtual. 

No final, vemos a frase "Alguém está rastreando Mulder e Scully usando tecnologias avançadas na 11a. temporada".


E daí aparece a foto do Canceroso...

Está explicado...

Obs2: Quero ver como é a 'Fox' brasileira irá traduzir o título desse episódio. Entendo que a melhor solução é manter o título original, pois o mesmo é intraduzível. 

A Inteligência Artificial, a Robótica e a Realidade Virtual em 'Arquivo X'!

A questão tecnológica está tendo grande importância nesta temporada de 'Arquivo X'. 

No 'This' (11X02) já tínhamos visto que a Realidade Virtual se integrou à nova Conspiração Mitológica que passou a ser desenvolvida a partir da temporada anterior e que continua em andamento nesta 11a. temporada. 
Cena de 'Kill Switch' (5X11) ótimo episódio a respeito de Inteligência Artificial e de Realidade Virtual. Um dos autores do roteiro foi o consagrado escritor de Sci-Fi William Gibson, autor de 'Neuromancer'. 

Em 'This' vimos que Erika Price pretende levar todos os 7 bilhões de seres humanos para viver em uma Simulação Virtual, sendo que o Langly (ex-Pistoleiro Solitário) já está vivendo na mesma, apesar de estar detestando a experiência. Ele diz que tem tudo lá, mas que eles não sonham. 


Langly afirma que, na Simulação Virtual, eles tem uma vida vazia, apesar dos Ramones não brigarem e do New England Patriots jamais conquistarem o título do 'Super Bowl' (bem, em 2018 eles perderam o título para o Eagles, o que não deixou de ser uma surpresa). 

A trama deste próximo episódio, que tem o maravilhoso título de 'Rm9sbG93ZXJz', está diretamente relacionada com o tema da Inteligência Artificial e, pelas imagens divulgadas, no mesmo também vemos uma série de máquinas robóticas que atacam Mulder e Scully. E talvez tenhamos elementos de Realidade Virtual no mesmo. 

Já tivemos, em 'Arquivo X', um episódio que tratou de Inteligência Artificial, que foi 'O Fantasma da Máquina' ('The Ghost in the Machine', 1X07), mas que não foi um dos melhores episódios do seriado. Nem os próprios produtores e roteiristas gostaram do resultado final. 
Cena do episódio 'The Ghost in the Machine' (1X07), que foi o primeiro a tratar do tema da Inteligência Artificial no seriado.

Em 'A Guerra das Baratas' (3X12) também vimos baratas robóticas alienígenas invadindo a Terra em um excelente episódio cujo roteiro foi escrito pelo criativo e impagável Darin Morgan. 


Já em 'SR 819' (6X09), vimos o Krycek usar dos nanorobots, aos quais ele introduziu no organismo do Skinner, para chantagear o chefe de Mulder e Scully. Ele também voltou a fazer isso no episódio 'Biogenesis' (6X22), quando exigiu que Skinner lhe entregasse informações a respeito do caso que Mulder e Scully investigavam (que tratava da descoberta de uma nave espacial na Costa do Marfim). 

Obs3: Quero agradecer à minha amiga eXcer Manuela Dória pela lembrança do episódio 'SR 819' no grupo 'Arquivo X - Fã Clube Série Brasil'. Valeu, Manu!

E sobre a Realidade Virtual, já vimos em 'Arquivo X' os episódios 'Vivendo no Ciberespaço' ('Kill Switch', 5X11), 'O Mundo Virtual' ('First Person Shooter', 7X13) e 'This ' (11X02).

Esse sétimo episódio ('Rm9sbG93ZXJz'... ah, que título sensacional), é bom lembrar, possui pouquíssimos diálogos.
'SR 819' (6X09): Neste episódio vimos o 'Bad Guy' Alex Krycek usar dos nanorobots para chantagear o Skinner. Ele os introduziu na corrente sanguínea do chefe de Mulder e Scully, deixando-o à beira da morte. Em várias oportunidades ele utilizou os nanorobots para obrigar Skinner a fazer o que ele desejava (ver 'Biogenesis', 6X22).
Link:

Imagens do episódio 'Rm9sbG93ZXJz':

http://www.xfiles.news/index.php/news/latest-news/1572-sneak-peek-at-the-x-files-episode-7-rm9sbg93zxjz

'Arquivo X' inova novamente e terá episódio silencioso:

http://popeseries.blogspot.com/2018/01/arquivo-x-inova-novamente-e-11a.html

Vídeo:


Vídeo (em inglês) comentando o próximo episódio de 'Arquivo X', que será o 'Rm9sbG93ZXJz' (11X07):

domingo, 11 de fevereiro de 2018

'Arquivo X' - Virou praga: Outro blog publica mais um texto porcaria a respeito da série! - Marcos Doniseti!

'Arquivo X' - Virou praga: Outro blog publica mais um texto porcaria a respeito da série! - Marcos Doniseti!
Nave espacial que caiu em 'Roswell', em 1947, fato que está diretamente relacionado com a nova Mitologia de 'Arquivo X', que começou a ser desenvolvida na 10a. temporada. 

'Arquivo X' - 10a. Temporada foi exibida em 2016 e não em 2017!


Nesse artigo eu irei comentar, mais uma vez (e infelizmente), a respeito de um texto horripilante, que foi publicado em um blog sobre filmes e séries ('Filmes Maníaco'), a respeito de 'Arquivo X' e que, só para não variar, está repleto de erros e de questionamentos equivocados sobre a série. 

Em primeiro lugar, o autor do texto diz que 'Arquivo X' tinha a maior audiência entre as séries de TV que foram exibidas nos anos 1990. Logo depois, ele se corrige, dizendo que não era a maior audiência, mas era uma das maiores. Afinal, a série tinha ou não a maior audiência? O parágrafo termina sem concluir nada, tal a confusão que ele fez. 

Vamos aos fatos: 'Arquivo X' nunca teve a maior audiência durante as 9 primeiras temporadas da série (1993-2002). Ela tinha uma audiência significativa, sim, tendo se transformado em um grande sucesso, principalmente a partir da terceira temporada, mas a audiência da série nunca foi a maior entre as séries exibidas na época. 

Além disso, qualquer pessoa bem informada sabe que as grandes redes de TV Aberta dos EUA (CBS, ABC, NBC, Fox e CW) alcançam, atualmente, uma audiência MUITO inferior aquela que tinham nos anos 1990. Nos últimos 25 anos elas perderam muita audiência, principalmente em função do rápido e revolucionário desenvolvimento de novas mídias, tais como: Internet (com Streaming, Downloads), TV paga, Netflix, Games. 
Langly, um dos 'Pistoleiros Solitários', reapareceu em 'This' (11X02), vivendo em uma simulação virtual que é controlada pelo novo Sindicato, que é liderado por Erika Price. Nesta nova temporada a Mitologia da série se conectou com o universo da subcultura Cyberpunk. 

No início da década de 1970 as três grandes redes de TV abertas dos EUA tinham mais de 90% da audiência total em horário nobre. Agora, elas obtém índices que vão de menos de 20% a no máximo uns 30%. 


Na terça-feira passada (07/02/2018), por exemplo, as cinco grandes redes de TV aberta dos EUA somaram 22% de share (ou seja, apenas 22% dos aparelhos de TV que estavam ligados no horário sintonizavam alguns dos cinco canais). Já na quarta-feira (dia em que 'The X-Files' é exibido, sempre às 20hs, horário dos EUA) a audiência média total das cinco redes de TV aberta foi ainda menor e chegou a apenas 18%. 

Portanto, fazer essa comparação entre a audiência atual e a dos anos 1990 é um completo absurdo. Tem que ser mais maluco do que os vilões de 'Arquivo X' para fazer uma bobagem dessas. 

Outra coisa: Atualmente, muitas pessoas assistem aos episódios das séries por outras mídias (Streaming, Downloads, Gravação), e não mais pela TV Aberta. Com isso, muitas séries chegam a ter um aumento de 70%-80% na audiência quando se somam, à audiência da TV aberta, os espectadores destas outras mídias. 
Scully, Tad O'Malley e Mulder (em 'Minha Luta 1'), quando uma nova Conspiração Mitológica, comandada pelo Canceroso, teve início em 'Arquivo X'. 

Exemplo: O episódio 'The Lost Art of Forehead Sweat' (11X04) foi assistido, na TV Aberta, por 3.872.000 espectadores. 
Mas quando se soma a esse número o público que assistiu ao episódio em outras mídias nos sete dias subsequentes, ele acabou sendo visto por 5.620.000 espectadores. Ocorreu um aumento de 45%. Portanto, 1.748.000 pessoas assistiram ao episódio fora da TV Aberta.

Por isso mesmo que a audiência total, medida nos EUA pelo instituto Nielsen, soma a audiência destas várias mídias e não mais apenas a audiência da TV aberta. E isso já acontece há vários anos. 


Além disso, tivemos outro erro ridículo de informação no texto em questão, quando é dito que a 10a. temporada de 'Arquivo X' foi exibida em 2017. 

Errado! Ela foi exibida em 2016. 

Logo, é impossível que a 10a. temporada de 'Arquivo X' pudesse ter sido eleita a 'pior série' de 2017, como diz o autor do texto. Aliás, quando foi que aconteceu essa 'eleição', mesmo? Quem a organizou? O TSE? E quem votou na mesma? Os ETs? O Vírus Alienígena? Se for isso, então está explicado. Somente quero ressaltar de que não me lembro de ter votado em qualquer 'eleição' desse tipo. 

Mais alguém votou?
Mulder vê uma nave militar que foi construída com o uso de tecnologia alienígena, ideia que já havia sido apresentada no episódio 'Deep Throat' (1X02). Isso mostra que elementos das Conspirações e Mitologias anteriores são utilizadas atualmente.
Para analisar 'Arquivo X' é necessário ir muito além do mero 'achismo'!

Na minha avaliação, a 10a. temporada de 'Arquivo X' teve três episódios muito bons, que foram 'Minha Luta - Partes 1 e 2' (10X01 e 10X06) e 'Mutação Fundadora' (10X05). Este último, aliás, poderia dar início a uma nova Mitologia para a série, de tão bom que foi, ou até mesmo ser o embrião de um spin-off (uma série derivada) de 'Arquivo X'. 

Os outros três episódios ficaram abaixo, sim, mas isso foi resultado do fato de que a 10a. temporada não foi uma 'temporada', de fato, mas um mini-mini-temporada. Seis episódios, para uma temporada 'Arquivo X', é algo ridículo, o que prejudicou a série, sim, que antigamente chegou a ter 24/25 episódios por temporada. 

A temporada antiga da serie que teve menos episódios foi a nona, com 20 episódios, o dobro do que teremos na 11a. temporada. A 5a. temporada também teve 20 episódios, mas isso ocorreu em função da produção do primeiro longa-metragem, que foi produzido no intervalo entre a quarta e a quinta temporadas. 

Logo, nas primeiras temporadas da série havia mais tempo para se desenvolver as tramas, as Conspirações e as Mitologias altamente complexas e elaboradas do seriado. 

Agora, a produção de temporadas tão longas é totalmente inviável, seja pelo custo, seja pelo fato de que quem interpreta os protagonistas (David e Gillian) não estão disponíveis para filmar episódios da série durante quase um ano inteiro pois eles participam ou desenvolvem outros projetos. 
'A Verdade Está Lá Fora'? foi a frase de abertura alternativa que tivemos em 'The Lost Art of Forehead Sweat' (11X04). O episódio questiona, como se tornou normal nesta temporada, a natureza da realidade e apresenta a possibilidade de que nossas memórias podem ser apagadas. Aliás, tal ideia já havia sido mostrada no episódio 'Deep Throat' (1X02). O episódio também fala sobre a possível existência de Universos Paralelos, algo que também havia sido mostrado em '4-D' (9X04).
Gillian trabalha em outras séries ('American Gods', 'The Fall') e peças de teatro e David leva adiante uma carreira musical e participa de outros seriados '('Aquarius', por exemplo).

Logo, talvez o autor do texto não saiba, mas a '10a. temporada' teve apenas seis episódios porque, na época, a Gillian Anderson e o David Duchovny tinham pouco tempo disponível em suas agendas para participar das filmagens e a produção de seis episódios foi o máximo possível que pôde ser feito naquele momento, infelizmente. 

Quanto às mudanças que tivemos naquela temporada, o próprio Chris Carter avisou aos fãs que isso iria acontecer, afirmando que 'Arquivo X' passaria por um processo de atualização quanto aos temas que seriam trabalhados na série. E isso foi feito. 

Com relação ao fato do Canceroso ter dito que é o pai do William, isso está relacionado à uma das frases de abertura do episódio ('Minha Luta 3'), que diz 'I Want To Lie' (Eu Quero Mentir). Quem prestou atenção nas frases de abertura desta temporada, e também no de 'Minha Luta 3', sabe que temos algumas mentiras neste episódio. 

E basta refletir um pouco sobre o que o episódio mostrou para se concluir que a frase do Canceroso foi uma delas.
Mulder e Scully na cena final de 'Ghouli', quando eles reconhecem o filho (William).

Até mesmo o produtor e roteirista James Wong confirmou isso em entrevista recente, dizendo que o Canceroso mentiu. 


Aliás, como os fãs verdadeiros da série perceberam, em todos os episódios desta 11a. temporada as frases de abertura estão diretamente relacionadas às tramas de cada episódio, fato este que o autor do texto não percebeu. 

Assim, quero sugerir ao autor desse texto ridículo sobre a série que procure se informar melhor sobre 'Arquivo X' antes de fazer afirmações tão equivocadas. 

Com relação às visões da Scully (que foram mostradas em 'Minha Luta 3'), elas foram enviadas pelo William (o que foi dito pela Scully para o Mulder no final do episódio, o que parece que o autor também não percebeu).Tais visões tratam do futuro que já foi visto em 'Minha Luta 2'. 

O envio destas visões pelo William foi comprovado no episódio 'Ghouli' (11X05), ao qual parece que o blogueiro do 'Filmes Maníaco' não assistiu, quando vimos que ambos (William e Scully) sofriam convulsões quando as visões eram enviadas pelo filho. Se o autor do texto não entendeu nada disso, então sugiro que pare de assistir 'Arquivo X'. 
William finalmente apareceu na série, no episódio 'Ghouli' (11X05), e mostrou que possui um significativo poder mental, tendo a capacidade de criar imagens e se disfarçar. 
Outra coisa: Os eXcers sabem muito bem que as explicações e respostas em 'Arquivo X' nunca são dadas de forma explícita e de uma única vez. Elas são dadas ao longo do tempo e, no caso das Mitologias, isso é feito em inúmeros episódios e durante várias temporadas. 

E as visões de William para a Scully fazem parte desta nova Mitologia que passou a ser desenvolvida a partir da 10a. temporada. Então, é bobagem querer que elas sejam explicadas de forma imediata, pois isso nunca aconteceu na série, principalmente nos episódios das Mitologias altamente elaboradas e complexas da série. Qualquer fã da série que assistiu a todas as temporadas sabe disso.

E afirmar que um determinado episódio é 'chato' não é crítica que se faça e que se possa levar a sério. Afinal, o que poder ser 'chato' para uma pessoa, pode não ser para outra. Se alguém deseja criticar um episódio de 'Arquivo X' (ou de qualquer outra série, filme...) é necessário ir muito além do mero e patético 'achismo'.

Chris Carter avisou que 'Arquivo X' passaria por uma atualização!

Chris Carter deixou claro que, na décima temporada, 'Arquivo X' passaria por uma atualização, o que implicou nas mudanças que tivemos nas Mitologias da série. 
A questão alienígena não está mais na ordem do dia, tal como acontecia quando da criação do seriado, há mais de 25 anos. 

Chris Carter deixou claro que o mundo havia mudado durante todos estes anos e que a série iria acompanhar essas mudanças. 
Kyle e Molly, em 'Mutação Fundadora' (10X05), excelente episódio da 10a. temporada. Eles eram frutos de um projeto de hibridação genética e desenvolveram significativos poderes mentais, tal como aconteceu com o William. Será que existe alguma conexão entre eles? Não é de se duvidar. 

Qualquer pessoa que assista 'Arquivo X' sabe, perfeitamente, que embora seja uma série de suspense e ficção científica, ela sempre teve uma forte e clara conexão com a realidade histórica e do momento. 


Para se comprovar isso basta ver os inúmeros episódios que tivemos e que citam fatos históricos, principalmente aqueles relacionados diretamente com os EUA, é claro. 

Exemplos disso são os inúmeros projetos secretos do governo dos EUA, tal como a 'Operação Clipe de Papel' (3X02), o projeto 'MK-Ultra' (ver episódios 'Via Negativa' e 'Kitten'), o projeto '731' (episódio da 3a. temporada), a Guerra do Vietnã (ver episódios 'Por Um Fio', 'O Passeio', 'Desprezados' e 'Kitten'), o escândalo de Watergate, entre muitos outros.

Logo, criticar 'Arquivo X' por passar por um processo de atualização dos temas e assuntos é desconhecer um aspecto fundamental da série, que é esta conexão com acontecimentos históricos relevantes e com os temas dominantes no momento em que os episódios foram escritos e produzidos. 
Mulder doente em 'Minha Luta 2'. Fatos mostrados neste episódios são posteriores aqueles que vimos em 'Minha Luta 3'.

Foi por isso que a mini-temporada (a 10a. temporada) anterior tratou de temas como mudanças climáticas, imigração, racismo, islamofobia, censura, xenofobia, espionagem global. São todos assuntos contemporâneos. 


Quanto à 'baboseira' dos supersoldados, esse é um tema que estava presente desde as primeiras temporadas da série, vide os episódios 'Projeto Litchfield' (1X11) e 'Sem Dormir' (2X04), embora o autor do texto não tenha percebido isso.

Canceroso é o Grande Vilão de 'Arquivo X'! 

O Canceroso é o grande Vilão da história de 'Arquivo X', sendo um dos grandes vilões da história da TV mundial. Pode-se até não gostar do personagem, mas daí a negar a sua importância é uma verdadeira piada. 

Na verdade, o Canceroso extrapolou a mera condição de personagem e passou a simbolizar e representar o Mal em 'Arquivo X'.  E o Mal não morre... 

Assim, Chris Carter teria que ser burro demais para ter um personagem dessa magnitude e importância e não aproveitá-lo na série. 
Canceroso em 'Minha Luta 1'. Ele é o maior vilão de 'Arquivo X' e passou a simbolizar o Mal na série, superando a condição de um mero personagem. Além disso, ele é um híbrido que possui imunidade ao Vírus Espartano que mandou criar para poder exterminar a Humanidade. 

Qualquer produtor e roteirista decente, e inteligente, gostaria de ter um Vilão da grandeza do Canceroso em sua série, ainda mais tendo um ator excepcional, como é o William B. Davis, interpretando o mesmo. 


O autor do texto diz que This' foi um episódio ruim. Brincou, né? Ele faz parte do processo de atualização da série, conectando a Mitologia com o universo Cyberpunk, tema sobre o qual 'Arquivo X' foi pioneira em tratar em séries de TV. E fez isso de forma coerente, usando de um personagem do qual os fãs da série sempre gostaram, que é o Langly, um dos 'Pistoleiros Solitários'.

Aliás, eu dou muita risada quando vejo os mais jovens afirmarem que 'Arquivo X' está copiando 'Black Mirror', por tratar da existência humana em um mundo virtual, pois já na 5a. temporada tivemos um excelente episódio que tratou do assunto, que foi o 'Kill Switch' ('Vivendo no Ciberespaço', 5X11), que inclusive teve, como um dos roteiristas, o mestre do Cyberpunk, o William Gibson, autor do clássico livro 'Neuromancer'. 

E como já expliquei, comparar as audiências das séries de TV com aquelas que eram alcançadas na década de 1990 é coisa de quem está completamente desinformado a respeito da expansão das novas mídias, que tivemos nos últimos 25 anos, sendo que nos EUA este processo de mudança radical no cenário midiático está muito mais avançado do que no Brasil, no qual o mesmo ainda se encontra em seu início. 

Portanto, quero sugerir ao autor do texto do 'Filmes Maníaco' que pare de fazer tais comparações patéticas, por favor, sobre a audiência atual com a da década de 1990. Desta maneira, o mesmo não pagará mais mico do que já pagou ao escrever tanta asneira a respeito de 'Arquivo X'. 
No episódio 'Plus One' (11X03) vimos que Scully se questionou se o Mulder não estaria certo a respeito do caso que investigavam, que tratou dos gêmeos assassinos (Chuck e Judy). Isso mostra que embora ela mantenha uma visão racional e científica a respeito da natureza dos fenômenos, ela não pode mais ser considerada uma cética completa. 

A formação de Scully é científica, mas ela não é mais inteiramente cética!


Também não é verdade que Scully seja inteiramente cética, como diz o blogueiro do 'Filmes Maníaco'. Quem afirma isso é porque não prestou atenção nesta nova temporada. 

A própria Scully diz, no episódio 'Plus One' (11X03), que talvez a explicação do Mulder fosse a correta para se conseguir compreender o que estava acontecendo no caso que eles investigavam, mas parece que o autor do texto não percebeu isso. 

Antigamente, ela simplesmente chamaria o Mulder de maluco e descartaria qualquer possibilidade de que ele estivesse certo em suas teorias, que ela considerava como sendo inteiramente malucas. 

Será que o autor do texto assistiu a esse episódio, mesmo? Tem certeza? 

E é mais do que evidente que a Scully sempre procura, em primeiro lugar, por uma explicação racional e científica para os fenômenos que investiga ao lado de Mulder, porque esta é a formação dela, oras. Afinal, não podemos esquecer que a Scully se formou em Medicina e não em Paranormalidade ou Ufologia. 

Ou será que o autor do texto também já se esqueceu disso? 

Outra besteira que o texto contém é essa bobagem de usar a saída da Gillian da série como forma de criticar a nova temporada, o que é uma asneira monumental. Até porque a Gillian também anunciou que não continuará participando de outra série na qual trabalha, que é 'American Gods'. 

Então, tais atitudes dela se dão em função de Gillian querer dar novos rumos para a sua carreira de atriz e para a sua vida profissional, o que é um direito dela, aliás. 
No episódio em que uma das frases de abertura foi 'I Want To Lie' (Eu Quero Mentir) alguns colunistas não conseguiram conectar a mesma com a trama do episódio. Será que eles assistem, mesmo, 'Arquivo X'? 

11a. Temporada está sendo bem avaliada pelos jornalistas e fãs!


Além disso, a 11a. temporada está sendo melhor, sim, do que a anterior. E não sou apenas eu que estou afirmando isso. No IMDB as notas dos episódios estão sendo muito boas. Em uma enquete que fiz no grupo do Facebook do qual sou um dos administradores, junto com a Lucy Ramos, 85% dos fãs deram nota de 8 até 10 para a nova temporada. 

O único episódio com uma nota mais baixa foi o primeiro ('Minha Luta 3'), porque muitos fãs não gostaram da história do Canceroso ter dito que era o pai do William, pois tais fãs não notaram qual era uma das frases de abertura do episódio (I Want To Lie) e também não perceberam que tal afirmação foi feita em sentido figurado. 

O próprio Canceroso disse que a criação do William ocorreu em função do uso de uma Ciência Alienígena, frase essa a que muitos fãs não prestaram a devida atenção (o que inclui o autor desse texto do 'Filmes Maníaco').

Eu já expliquei, inclusive, em um texto bastante detalhado, e que publiquei aqui no blog, todo o contexto em que se desenvolveu a gravidez da Scully e o tipo de criança que é o William. 

Para maiores informações a respeito do assunto, sugiro a leitura do texto em questão. 

Link:

http://popeseries.blogspot.com.br/2018/01/o-canceroso-e-o-pai-do-william-nao-e-o.html
O olho de Scully no episódio 'Minha Luta 3'. Esta temporada de 'Arquivo X' faz um questionamento sobre a natureza da realidade. Será que aquilo que vemos é real ou tudo não passa de imagens projetadas e as quais acreditamos que são reais? Ou então, será que estamos vivendo em uma simulação, tal como vimos que acontece com o Langly em 'This'? Colunistas brasileiros ignoram tais temas quando escrevem sobre a 11a. temporada da série. 

'Arquivo X' nunca deu e não dá todas as respostas! É necessário refletir para entender os episódios!


O retorno de Mulder e Scully para os 'Arquivo X' podem ser melhor compreendidos assistindo-se aos episódios 'Minha Luta 1' e 'This'. Inclusive, neste último, vimos que os 'Arquivos X', agora, são levados a sério por inúmeras agências secretas, públicas e privadas, do mundo inteiro, que passaram a acessar o conteúdo do trabalho de investigação feito por Mulder e Scully durante todos aqueles anos. 

Assim, o que antigamente era motivo de riso (as investigações feitas por Mulder e 
Scully sobre fenômenos inexplicados) agora é levado a sério e é consultado por todos que atuam no setor de Inteligência pelo mundo afora, incluindo a agência secreta Perlu, que é comanda por Erika Price, que comanda uma das Conspirações que temos nesta temporada.  

As temporadas de 'Arquivo X' também sempre terminaram com um gancho, deixando uma abertura para a continuidade da série, seja na TV ou no Cinema. Tem que ser um completo neófito em 'Arquivo X' para não saber disso. 

O autor do texto também diz que o agente Jeffrey Spender melhorou a sua aparência e que o seu rosto está normal, o que não é verdade, pois ele ainda tem cicatrizes no mesmo, o que é resultado das experiências a que foi submetido por ordens do seu próprio pai, o Canceroso. 

Agora, o rosto dele está em melhor situação porque, é claro, ele deve ter feito inúmeras cirurgias plásticas e também deve ter feito vários tratamentos para melhorar o estado do seu rosto, é óbvio. Inclusive, ele teve bastante tempo (mais de 15 anos) para fazer tudo isso. Se eu ficasse com o rosto desfigurado, do jeito que o Spender ficou, eu também tomaria tais atitudes. 
Segundo o autor do texto do 'Filmes Maníaco' o rosto do Jeffrey Spender (que apareceu em 'Minha Luta 3') está normal... Acredite, se quiser. 

Mas será que até isso precisa ser explicado na série? 
Será que alguns 'fãs' não tem capacidade para raciocinar e, assim, poder encontrar eles mesmos as respostas para certas questões? Duvido.

Afinal, esta sempre foi uma característica fundamental de 'Arquivo X', na qual nem tudo é explicado de forma minuciosa. E isso sempre foi feito justamente para fazer com que os fãs refletissem sobre o que acabaram de ver. 

'Arquivo X' sempre exigiu uma participação maior dos fãs, provocando os mesmos, para que pensem e reflitam sobre o que viram nos episódios. Chris Carter faz isso porque ele parte do princípio de que os fãs da série tem a capacidade de pensar sobre o que viram, tirando as suas próprias conclusões. 

Mas parece que, no caso de alguns 'fãs', que desejam ter todas as respostas prontas, tudo explicado nos mínimos detalhes, o Chris Carter se enganou. O fato concreto é que 'Arquivo X' nunca deu todas as respostas, nunca explicou tudo de forma detalhada, nos mínimos detalhes. 

Então, porque o Chris Carter teria que começar a fazer isso agora, explicando tudo de maneira detalhada? Na verdade, a ausência dessas explicações minuciosas sempre foi uma característica fundamental do seriado, transformando-se em um dos seus grandes atrativos, e abandonar isso, agora, seria um grave erro. 

Nunca irei me esquecer do episódio '4-D' (9X04), um dos melhores da história da série. Quando ele terminou eu e os outros fãs ficamos com inúmeras dúvidas a respeito que tínhamos acabado de assistir. 
Mulder e Scully encontram o buraco no qual Skinner ficou em 'Kitten'. Além do Skinner, eles também procuravam por colunistas brasileiros de blogs e portais que escrevem sobre 'Arquivo X' sem cometer erros primários de informação. Não encontraram nenhum. 

Na época (2002), eu fiquei uma semana inteira debatendo com outro eXcer na página de 'Arquivo X' no site do 'Mundo Fox' para tentar entender tudo o que havia acontecido no episódio. 
Trocamos várias mensagens, diariamente, e apenas depois de uma semana debatendo é que conseguimos tirar todas as nossas dúvidas a respeito daquele fantástico episódio.

É isso que 'Arquivo X' exige dos seus fãs: Reflexão. Raciocínio. Interesse. A série exige que os fãs abandonem uma postura passiva e pensem sobre o que viram nos episódios. 

Eu sempre disse que para que se consiga realmente compreender um episódio da série é necessário assistir ao mesmo, no mínimo, umas três vezes. Menos que isso não dá. 

Portanto, quem quiser assistir a uma série em que as respostas são dadas todas prontas, de forma detalhada, e que não exige reflexão alguma por parte dos fãs, então que pare de assistir 'Arquivo X', ou jamais assista ao seriado. 

Tais pessoas deveriam assistir apenas séries que não exijam esforço intelectual algum por parte do público. Temos inúmeras delas por aí. Basta escolher. 

Então, gostaria que tais pessoas deixassem de ver 'Arquivo X', deixando a série para quem está, realmente, disposto a compreender as tramas dos episódios. Que deixem 'Arquivo X' para os fãs que estão dispostos a pensar e refletir sobre o que viram nos episódios.

Obs: Sobre os motivos do Canceroso não morrer, eu explico tudo nesse texto aqui:

http://popeseries.blogspot.com.br/2018/01/arquivo-x-afinal-porque-o-canceroso-nao_30.html
A frase de abertura de 'Kitten' (11X06) foi 'Uma Guerra Nunca Termina'. Outra coisa que nunca termina é a quantidade de asneiras que são escritas por colunistas brasileiros a respeito de 'Arquivo X'. 

Sites estrangeiros e brasileiros: Uma diferença gigantesca de qualidade!

Eu tenho o hábito, que recomendo aos demais eXcers (se ainda não o fazem), de ler os artigos sobre os episódios de 'Arquivo X' que são publicados em sites estrangeiros, tais como o 'Vulture', 'Indiewire', 'IGN', e 'Den of Geek?'. 

E sabe o que mais me chama a atenção nos mesmos? É a qualidade dos textos, que são sempre consistentes e bem fundamentados, tanto nos elogios, quanto nas críticas que fazem aos episódios. 

Você percebe que eles realmente conhecem a série e que entenderam as tramas dos episódios. 

Assim, eles escrevem de forma lógica, coerente e bem fundamentada. Eles explicam porque consideram um episódio bom ou ruim, indo muito além do mero 'achismo', que é o que predomina nos textos escritos por colunistas destes blogs brasileiros (Omelete, Filmes Maníaco, etc). 

Basta ler os textos dos sites estrangeiros e, depois, os artigos dos sites brasileiros, para se constatar a diferença abissal de qualidade que existe entre eles. 

Esse texto horrível do 'Filmes Maníaco' sobre 'Arquivo X' é mais uma demonstração clara disso, infelizmente. 
Em 'Kitten' vimos que, devido à inalação do 'Gás do Medo', John James passou a enxergar um monstro inexistente. E um blogueiro tupiniquim também viu o Jeffrey Spender com um rosto normal em 'Minha Luta 3'. Pode isso, Arnaldo?  

Link:


O que aconteceu com o seriado 'Arquivo X'?

http://filmesmaniaco.blogspot.com.br/2018/01/o-que-aconteceu-com-o-seriado-arquivo-x.html

Entrevista com James Wong:

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

'Arquivo X': 'Kitten' mostra a história de Skinner e promove o retorno das Conspirações governamentais! - Marcos Doniseti!

'Arquivo X': 'Kitten' mostra a história de Skinner e promove o retorno das Conspirações governamentais! - Marcos Doniseti!
Frase de abertura do episódio foi 'Uma Guerra Nunca Termina', referência ao fato de que as Guerras provocam consequências que atravessam gerações. 

A Guerra do Vietnã e o retorno de Kersh!


Gostei do 'Kitten'. 

Ele não é uma obra-prima, mas tem os elementos clássicos de um 'Arquivo X': Conspirações governamentais, um 'monstro da semana' (Davey, o filho de John James), referências diretas à história dos EUA (Guerra do Vietnã), uma Teoria de Conspiração independente (não ligada diretamente à Mitologia do seriado), um clima de suspense e até um pouco de humor.

A frase de abertura esteve, novamente, relacionada à trama do episódio. 

A frase foi 'Uma Guerra Nunca Termina', o que é uma clara referência aos efeitos que a Guerra do Vietnã teve sobre Skinner e sobre os outros soldados que lutaram na mesma. Fica claro que eles carregaram os traumas da sua participação na Guerra para o resto de suas vidas, sem falar do prejuízo para a saúde deles. 

E o que os vietnamitas sofreram dispensa maiores comentários. Foram 3 milhões de mortos neste brutal conflito, no qual a maior potência mundial despejou, sobre o Vietnã, o triplo de bombas usadas na Segunda Guerra Mundial. 

E no episódio tivemos o retorno de mais um antigo personagem da série, o 'durão' Alvin Kersh, que tanto infernizou a vida de Mulder, Scully, Doggett e Monica anteriormente, mas que conquistou uma certa redenção quando ajudou Mulder a fugir da base militar em que iria ser executado (The Truth). 
Alvin Kersh reaparece em 'Arquivo X' neste episódio e já começa dando uma bronca em Mulder e Scully, que sequer sabiam o motivo da mesma. Eles ouvem Kersh dizer que o motivo de Skinner não ter subido na hierarquia do FBI foi o fato de ter sido leal aos dois. 

Assim, para mostrar que continua 'em forma', Kersh dá uma bronca em Mulder e Scully, sugerindo que eles estão envolvidos com o sumiço de Skinner que, depois de 35 anos de dedicação total, pela primeira vez não apareceu para o seu trabalho no FBI. 


Esse é o Kersh que conhecemos... 

Apesar de estar sempre 'pegando no pé' dos agentes dos 'Arquivos X' eu sempre gostei do personagem, que é brilhantemente interpretado pelo James Pickens Jr. 

Porque o Skinner 'é do jeito que ele é'!

Como já havia sido antecipado, o episódio mostrou alguns dos momentos em que Skinner lutou na Guerra do Vietnã, depois que se alistou na Marinha aos 18 anos, o que ele fez porque acreditava que era a coisa certa a fazer, porque desejava defender o seu país. 

Em 'Por Um Fio' (2X08) vimos que depois da sua trágica experiência no Vietnã, Skinner falou para o Mulder que havia deixado de acreditar em tudo. E agora, em 'Kitten', vimos que apesar de ter ido trabalhar no FBI, ele sempre manteve uma grande desconfiança em relação às ações do Governo. 
Antes de ser exposto ao 'Gás do Medo' o jovem John James era um medroso. Depois da inalação do gás ele se tornou um verdadeiro 'Rambo', eliminando um grande número de vietnamitas.

E um dos motivos para isso, descobrimos agora, é que ele havia sido obrigado a mentir no julgamento de John James, que havia inalado um gás venenoso (o 'Gás do Medo') que o levava a enxergar um 'monstro', bem como fazia com que perdesse alguns dentes. 


E daí também ficamos conhecendo a história de Skinner com John James, o pai de Davey. Este responsabiliza Skinner por tudo de ruim que aconteceu ao seu pai (que ficou 38 anos internado em uma instituição psiquiátrica) e à sua família posteriormente. 

O segmento mais bonito e emocionante do episódio foi, sem dúvida alguma, o momento em que Skinner conta, para Mulder e Scully, que não conseguiu proteger John James no Vietnã e que, depois, foi obrigado a mentir no julgamento a respeito dos efeitos do gás sobre o mesmo. 

Assim, Skinner passou a se sentir culpado pelo que aconteceu a John James e desenvolveu uma imensa desconfiança em relação às ações do Governo. 

E fica claro, ali, que ele decidiu proteger Mulder e Scully como uma forma de se remediar por isso, mesmo colocando a sua vida em perigo, tal como aconteceu quando foi baleado por Luis Cardinal, porque insistiu em investigar o assassinato de Melissa, a irmã de Scully (ver 'O Mistério do Piper Maru', 3X15).
Skinner e John James durante a Guerra do Vietnã, assunto que foi tema de vários episódios antigos da série, tais como 'O Passeio' ('The Walk', 3X07) e 'Desprezados' ('Unrequited', 4X16). 

Skinner também deixou claro que poderá vir a abrir mão da própria vida, caso isso seja necessário para salvar Mulder e Scully. 

E como o Chris Carter declarou, recentemente, em uma entrevista que um personagem importante da série será sacrificado no final desta temporada, então tudo indica que Skinner é o mais sério candidato a tal sacrifício.

Teoria de Conspiração: Os Chemtrails!

Essa história de borrifar o gás venenoso sobre a população, que vimos em 'Kitten', também me fez lembrar do episódio 'Sangue' (2X03). 

Neste episódio da segunda temporada, vimos que o governo autorizou que os agricultores de uma pequena cidade usassem pequenos aviões para borrifar um gás que fazia com que as pessoas desenvolvessem fobias que as levava a cometer inúmeros assassinatos, depois de serem estimulados por sinais luminosos em aparelhos eletrônicos. 

E tudo isso fazia parte de uma experiência desenvolvida por uma agência secreta do governo, numa típica Conspiração governamental. E agora vimos a mesma coisa em 'Kitten' (com a exceção dos aparelhos eletrônicos), o que gerou um surto de loucura coletiva na cidade, com as pessoas jurando que estavam vendo um monstro na floresta.  
Skinner lutou no Vietnã, o que foi fundamental para definir a sua personalidade. 

Obs1:
 Na 5a. temporada nós tivemos um episódio chamado 'Folie a Deux' ('Loucura Coletiva', 5X19), mas no mesmo havia um monstro genuíno e não uma visão provocada por um elemento externo. 


Aliás, a existência de uma floresta em Mud Lick é que permite que o Davey James construísse armadilhas semelhantes aquelas que os Vietcongs usaram durante a Guerra do Vietnã contra os militares dos EUA e que resultaram em um grande número de mortos e feridos entre os soldados estadunidenses. 

Os Vietcongs conheciam a floresta como ninguém e souberam usá-la para provocar um grande número de baixas entre as tropas dos EUA. 

No episódio também tivemos também referências a projetos secretos da CIA, do Departamento de Defesa e de outras instituições do governo dos EUA, com o uso de drogas em cobaias humanas, como foi o caso do MK-Ultra (ver 'Via Negativa', 8X07), do qual o 'MK-Naomi', que foi comentado por Davey James, seria uma evolução, um aperfeiçoamento. 
Skinner e John James carregam uma caixa, a qual contém um Gás venenoso, o que eles desconhecem. Eles foram, de fato, usados como cobaias para verificar quais seriam os efeitos do uso do gás em seres humanos. 

Davey diz que o seu pai e os demais prisioneiros de Glazebrook foram utilizados como cobaias em tais projetos, que visam usar o 'Gás do Medo' para controlar as decisões das pessoas. 


Assim, neste episódio, também voltamos a um elemento clássico e tradicional de 'Arquivo X', que é o fato de que no mesmo nós tivemos uma típica Conspiração Governamental, promovendo um retorno ao clima de paranoia que sempre esteve presente na série durante as temporadas consideradas clássicas. 

Afinal, nós tínhamos visto (em 'This', 11X02), conforme relato de Skinner, que as Conspirações atuais partem dos mais variados grupos privados, agências secretas particulares, como é o caso da Perlu comandada por Erika Price, que a Scully citou em 'Kitten'. 

Aliás, quando o Davey começa a falar sobre estes assuntos, a reação do Mulder foi tipo 'Cara, gostei. Bem-vindo ao clube'. Aquele discurso era música para os ouvidos de Mulder. 
John James e a mãe, com o rosto eliminado da foto, carregando Davey. A família foi destruída devido ao fato de John ter sido exposto ao 'Gás do Medo' e ao que fizeram com ele no período de tempo em que ficou internado em Glazebrook, uma instituição governamental.  

Mais um pouco e o Mulder convidaria o Davey para dar uma assistência nos 'Arquivos X'... Mas ele não o fez porque, é claro, percebeu que Davey não era exatamente um bom sujeito, muito pelo contrário, depois que o mesmo mentiu a respeito do fato de que não sabia quem era o Skinner, apesar deste aparecer no álbum de fotos, no Vietnã, junto com o pai de Davey.


Outro aspecto que sempre esteve presente nas antigas temporadas de 'Arquivo X' e que retornou em 'Kitten' foi o fato de que Scully tentou acessar documentos a respeito de Skinner e de John James, mas isso não foi possível, porque eles foram classificados como sendo ultrassecretos. 

E no final do episódio, depois de todos os relatos de visões de monstros e de perdas de dentes que tivemos, o que foi que apareceu? Aviões borrifando plantações com o mesmo 'Gás do Medo' que foi criado pelo projeto 'MK-Naomi'... São os 'Chemtrails' em ação. 

Obs2: O desenvolvimento do 'Gás do Medo' é uma clara referência ao uso do chamado 'Agente Laranja' pelos EUA durante a Guerra do Vietnã, que provocou um grande número de mortes e uma imensa destruição das florestas do país. 
Davey vê Skinner em sua casa. Ele culpa o chefe do FBI pelo que aconteceu de ruim ao seu pai e à sua família. De fato, eles foram vítimas dos monstros que comandaram o projeto 'MK-Naomi'.

Monólogo de Skinner: Um dos mais belos momentos da história de 'Arquivo X'!


Quando Mulder e Scully ouvem Skinner falar sobre o motivo que o levou a protegê-los e ajudá-los durante todos estes anos no FBI, os dois agentes demonstraram claramente ter se emocionado com o relato. Eu também me emocionei bastante, pelo menos. Fiquei com vontade de ir lá e falar, para o Skinner, exatamente o que o Mulder disse logo depois: 'Skinner... Estamos com você'. 

Tal cena foi uma das mais belas e emocionantes da história de 'Arquivo X'. Já a revi várias vezes e ela sempre deixa os meus olhos marejados. E olha que isso é difícil... 

O monólogo do Skinner dura cerca de 4 minutos, o que é bastante tempo em Televisão, mas você nem percebe o tempo passar, de tão bem realizada que foi a cena. E a atuação do Mitch Pileggi na cena foi fantástica. 

Daí, o Skinner se emociona, de forma um tanto quanto contida, mas sem esconder o que está sentindo, e deixa 'no ar', a meu ver, que está disposto a se sacrificar por Mulder e Scully, caso isso venha a ser necessário. 
A horrenda criatura que as pessoas que inalavam o 'Gás do Medo' viam. Com isso, elas se tornavam extremamente violentas.

É evidente que o Skinner está numa corda bamba e pisando em brasas, neste momento, pelo acordo que fez com o Canceroso no 'Minha Luta 3', mas ficou claro que ele fará qualquer coisa para proteger Mulder, Scully e William. 


Aliás, essa tem sido a condição em que Skinner trabalhou durante a maior parte das temporadas de 'Arquivo X'. 

Ele está sempre sofrendo pressões de forças poderosas nos bastidores do FBI (Canceroso, Supersoldados) ou sendo chantageado por alguém (Krycek, com os seus nanorobôs) e isso acaba limitando a sua atuação em favor de Mulder e Scully. 

Mas ele sempre dá um jeito de fazer isso. Skinner sempre procura ajudar Mulder e Scully, mesmo sob desconfiança deles, tal como o vimos fazer em 'This' (11X02).   

Alguns fãs da série, tal como o próprio Mulder, até antes deste episódio, estavam desconfiados do Skinner. Mulder até falou, para a Scully, um pouco antes de entrar no apartamento de seu chefe, que iria procurar por guimbas de cigarro no mesmo. 

Mas eles não encontraram guimba nenhuma. 

Este episódio veio mostrar que eles são aliados. A aliança entre Skinner, Mulder e Scully foi restabelecida em 'Kitten'. 
Mulder e Scully vão até o apartamento de Skinner, para tentar descobrir o que aconteceu com o seu chefe, que não apareceu para trabalhar pela primeira vez em 35 anos. 

O Sacrifício de Skinner!

A história de Skinner durante todos estes anos, durante os quais ajudou e protegeu Mulder e Scully, demonstra claramente que ele está disposto a continuar fazendo a mesma coisa.

Como vimos, em 'Minha Luta 3' (11X01), Skinner fez um acordo com o Canceroso, mas isso não o impediu de ajudar Mulder e Scully em suas investigações (ver 'This', 11X02). 

Em 'Ghouli' vimos que ele voltou a sofrer pressões por parte do Canceroso, mas Skinner ficou bastante abalado com a revelação, feita por Mulder, de que o William é filho dele e de Scully e que é uma das crianças que foram criadas como parte de um projeto secreto, de hibridação genética, chamado 'Crossroads' (Cruzamento de Estradas). 

E agora, em 'Kitten', vimos Mulder e Scully arriscando as suas vidas para salvar Skinner. Desta maneira, foi criada a condição que permite que eles restabeleçam a confiança que havia sido abalada. Inclusive, quando Mulder e Scully vão ao apartamento de Skinner (no qual não deve ter uma poeira sequer, de tão limpo e arrumado que é). 
'Os Monstros Estão Aqui': Bilhete que foi encontrado por Scully no apartamento de Skinner e que ela usa para brincar com Mulder, dizendo que este ficou excitado somente de ler o mesmo. 

Obs3:
 O apartamento de Skinner reflete bem a personalidade dele: Organizado, limpo, arrumado, sem uma poeira sequer. Basta pensar no contraste com a residência de Mulder, com tudo desarrumado e esparramado por tudo quanto é canto, para se perceber que até nisso os roteiristas pensam. As residências dos personagens são um reflexo de suas personalidades. 


E essa condição dele como protetor está mais do que evidente depois deste episódio, pois ficou claro que ele fará o que for necessário para protegê-los, inclusive que está disposto a abrir mão de sua própria vida. 

É como se ele pensasse que somente se sacrificando, para salvar Mulder e Scully, poderá vir a se redimir pelo fato de não ter ajudado John James no julgamento. 

Nesta cena, gostei muito quando o Mulder se levanta e diz 'Skinner... Estamos com você'. Nessa hora o Mulder falou por mim também.
Mulder conversa com um mendigo, que lhe diz que não encontrará nenhum 'gatinho' no necrotério. Esse é o tipo de fonte de informação que ele leva a sério. Lembram-se do mendigo em 'O Demônio de Jersey' (1X05)? 

Assim, entendo que a história que o Skinner conta para Mulder e Scully a respeito dos motivos que o levaram a protegê-los e ajudá-los durante todos estes anos, tenha sido uma espécie de despedida do Skinner. É como se o cenário para o sacrifício dele, se ocorrer, no final desta temporada, já estivesse inteiramente preparado. 


Não quero que o Skinner morra, ainda mais depois dessa cena com Mulder e Scully que, para mim, foi uma das mais emocionantes da história de 'Arquivo X'. 

Mas que este é um episódio que parece reforçar a hipótese de que Skinner irá se sacrificar por Mulder, Scully e William no final desta temporada, isso é, sim. 

Até porque, se a escolhida para o sacrifício fosse a Monica Reyes, então esse episódio, com certeza, teria sido sobre ela, mas como o mesmo foi sobre o Skinner, então isso reforça ainda mais as chances dele vir a morrer (ou quase isso...) no último episódio. 

Afinal, caso isso venha mesmo a acontecer, então este episódio será lembrado como aquele em que Skinner deixou claro que estaria disposto a morrer por Mulder, Scully e William. E assim ele jamais será esquecido. 
No Vietnã, John perde um dente porque entrou em contato com o 'Gás do Medo'. 

A vingança de Davey James!

O episódio é centralizado na figura de Skinner e na experiência que o mesmo teve quanto lutou na Guerra do Vietnã, na condição de voluntário pela Marinha dos EUA.

Apesar disso, todo o trabalho de investigação do caso é feito por Mulder e Scully, que acabam por descobrir o que está acontecendo e no final, junto com Skinner, resolvem a situação. 

John James foi um amigo de Skinner no Vietnã, lutando na mesma unidade da Marinha. Ele é o pai do Davey (interpretado por Haley Joel Osment, em ótima atuação). John inalou um gás verde de natureza experimental quando invadiram uma aldeia camponesa. E isso o transformou em um verdadeiro 'Rambo', em um 'monstro', levando-o a assassinar um grande número de vietnamitas. 

Era o chamado 'Gás do Medo', que fazia com que aqueles que inalassem passassem a enxergar um 'monstro'. Esse gás tinha esse nome porque usava os medos das pessoas contra elas mesmas, fazendo com que se tornassem extremamente violentas. 

Além disso, os dentes também começavam a cair, como resultado da deterioração da saúde desses soldados. 
John James e Skinner, juntos no Vietnã, em 1969. O apelido de John era 'Kitten' ('gatinho'), pois ele era uma pessoa calma, tranquila, sendo incapaz de fazer mal a alguém. Até que ele inalou o 'Gás do Medo' e tudo mudou. 

Obs4:
Essa ideia de usar os medos das pessoas contra elas mesmas também apareceu em 'Via Negativa' (8X07), no qual Antony Tipet (que foi um a cobaia do 'MK-Ultra, projeto que antecedeu o 'MK-Naomi') entrava na consciência das pessoas e usava os maiores medos delas para matá-las. 


Quanto voltou para os EUA, John James relatou o que havia acontecido, mas Skinner não confirmou a sua história, devido às pressões que sofreu dos comandantes. Assim, John acabou sendo internado em um hospital psiquiátrico, onde ficou por 30 anos. Nem mesmo a mãe de Davey suportou isso e é sugerido que ela cometeu suicídio, motivo pelo qual ele rasgou o rosto dela em uma foto na qual aparece com o pai. 

Depois de todo esse tempo em que ficou internado, John foi liberado, mas nunca se recuperou do que fizeram com ele e acabou cometendo suicídio cerca de um mês depois da sua liberação. 

Depois do suicídio do paí, o filho, Davey James, decidiu se vingar do Skinner, pois o culpava pelo que havia acontecido ao seu pai. Por isso é que ele enviou aquela orelha cortada para o Skinner, a fim de atrair o mesmo para a cidade em que morava.
Skinner procura por Davey, dizendo que reconhece a sua culpa pelo que aconteceu ao pai do mesmo, mas que agora deseja ajudá-lo. No entanto, agora é tarde para isso.

E o Skinner acaba mordendo a isca, indo até a minúscula cidade do Kentucky (com apenas 1010 habitantes) para investigar o que estava acontecendo. 
Chegando lá, o Davey conseguiu transformá-lo em um prisioneiro, fazendo com que ele caísse na armadilha que havia preparado (que era semelhante às armadilhas que os Vietcongs faziam na época da Guerra). 

Também não ficamos sabendo o que aconteceu com a mãe do Davey, pois este se recusou a contar isso para Mulder e Scully, mas talvez ela tenha cometido suicídio ou fugido. Mas o que ficava evidente é que a experiência de John James no Vietnã e seu posterior internamento destruíram a família. 

E foi justamente por isso que o Davey ficou enraivecido (ou 'meio xarope', como disse a minha amiga eXcer Aninha Corrêa) o que era fruto do que aconteceu com a sua família, e decidiu se vingar de Skinner. 

Além disso, o comportamento raivoso dele também pode ter sido provocado pelos 'Chemtrails', aqueles aviões que espalham produtos químicos na atmosfera, com o objetivo de modificar e controlar o comportamento humano.
Davey consegue fazer Skinner cair em sua armadilha, copiada das que os Vietcongs construíam durante a Guerra do Vietnã. A cena também lembra a série 'Lost'. 

Davey conta, para Mulder e Scully, que a experiência secreta (MK-Naomi) que vitimou o seu pai no Vietnã, era resultado de projetos secretos anteriores, como o 'MK-Ultra'. Tais projetos continuaram, dando origem ao 'MK-Naomi', que resultou na criação do 'Gás do Medo'.


E como disse o meu amigo eXcer Filipe Dias, o Mulder também ficou com medo, à medida que Davey fazia o seu relato sobre tais projetos secretos, de que Skinner houvesse enlouquecido ou que tivesse se transformado em um assassino, tal como pensou o Xerife da pequena cidade do Kentucky. 

Obs5: Quando o Mulder entra na casa de Davey está tocando a música 'Fear Is a Man's Best Friend' (O Medo é o Melhor Amigo do Homem), de John Cale, ex-integrante do 'The Velvet Underground'. 

E Davey diz que o projeto 'MK-Naomi' continua (apesar de Scully dizer que eles haviam sido encerrados). E os indícios de que ele diz a verdade são bem evidentes: O médico que caiu em sua armadilha e morreu, e cuja orelha ele cortou e enviou para Skinner, havia perdido vários dentes. O xerife da cidade e sua esposa também perderam alguns dentes. 
Davey não consegue se vingar de Skinner, que acaba por matá-lo. 

E no final do episódio nós também vimos Skinner perdendo um dente, enquanto que um avião decola e espalha o 'Gás do Medo' sobre algumas plantações, em cena que lembra claramente o ótimo episódio 'Sangue' ('Blood', 2X03). 


Assim, tudo aponta para o fato de que a 'Teoria de Conspiração' de Davey não é a história de um maluco enraivecido.

Davey e a sua família não foram vítimas da atitude de Skinner no julgamento de seu pai, mas sofreram as consequências de um projeto secreto para o qual os soldados daquela unidade de Fuzileiros da Marinha foram usados, sem que soubessem, por um Governo inescrupuloso e que nunca responde por seus crimes. 

As pessoas que comandaram esses projetos secretos é que são os verdadeiros monstros desse episódio e não Skinner ou John James. Estes são as cobaias, as vítimas das atrocidades cometidas por quem deveria usar o poder com humanidade, responsabilidade e transparência, mas que não o faz. 

Isso mostra o quanto 'Arquivo X' mantém a mesma essência de sempre, denunciando os crimes e ilegalidades cometidas pelo Governo, pelos quais os responsáveis nunca são julgados e condenados, pois enterram a verdade sete palmos embaixo da terra. 
Skinner faz um monólogo de 4 minutos, a respeito do seu passado, em uma das mais belas e emocionantes cenas da história de 'Arquivo X', em uma brilhante atuação de Mitch Pileggi. 

Tal característica está presente na série desde o início (ver 'A Verdade Está Lá Fora', 1X02) e já foi devidamente analisada por mim aqui no blog. 

Obs6: Sempre assisto aos episódios da série várias vezes, até porque quero analisar certos detalhes e descobrir informações que, na primeira vez em que os vejo, acabam passando desapercebidos. 'Arquivo X' é uma série a qual não basta assistir, mas também nos obriga a refletir sobre o que vimos. 

Skinner teve pouco espaço na série!

Eu sou um dos fãs que defende uma abertura maior para os outros personagens que são, sim, importantes no seriado (Skinner, Canceroso). Entendo que devemos saber mais sobre a história de vida dos mesmos. E isso sempre foi bem pouco explorado em 'Arquivo X', principalmente no caso do Skinner, que é um personagem que está presente desde a primeira temporada.  

Aliás, teve uma fala da Scully, no episódio, que me pareceu um reconhecimento disso, quando ela falou para o Mulder que eles não sabiam quase nada sobre o Skinner. E os fãs sabem menos ainda... 
Skinner explica para Mulder e Scully porque ele se dedicou a protegê-los e ajudá-los no trabalho da dupla nos 'Arquivos X'.

Oras, Skinner já se tornou um personagem fixo e importante há bastante tempo. Depois de tudo o que ele já passou com Mulder e Scully, de todos os riscos que ele correu para ajudá-los e protegê-los, é evidente que mais episódios sobre Skinner deveriam ter sido realizados. 


Quem não se lembra quando o Skinner insistiu na investigação da morte de Melissa, irmã de Scully, e acabou sendo baleado, o que quase provocou a sua morte? 

Afinal, o excelente ator Mitch Pileggi não aparece na abertura, junto com David e Gillian, à toa. Ele fez por merecer isso, conquistando o seu espaço na série. 

E já estamos na 11a. temporada...

Já são mais de 210 episódios. E o que sabemos sobre o Skinner? Quase nada, como disse a Scully.

Essa foi uma grave falha dos produtores e roteiristas, com certeza.
O 'Gás do Medo', que foi criado por governantes inescrupulosos. Estes, sim, são os verdadeiros monstros, os verdadeiros assassinos. E eles são humanos, não alienígenas, ideia essa que já havia sido apresentada na décima temporada, no episódio 'Mulder e Scully Meet the Were-Monster' (10X03). 

11a. Temporada: Avaliação muito positiva!


Esta temporada de 'Arquivo X' está sendo muito bem avaliada. 

Essa avaliação altamente positiva está sendo feita tanto pelos jornalistas estrangeiros que escrevem sobre os episódios em inúmeros sites ('Den of Geek?', 'Indiewire', 'Vulture', entre outros) como também pelos fãs brasileiros. 

E os poucos jornalistas brasileiros que escreveram sobre a nova temporada cometeram tantos erros de informação e de análise que a opinião deles sequer deve ser levada em consideração. 

No grupo 'Arquivo X - Fã Clube Série Brasil' está sendo feita uma enquete a respeito da 11a. temporada e, até o momento, 85% dos votos foram altamente positivos, indo de 8 até 10 (numa escala de 0 a 10). 

Inegavelmente, a 11a. temporada é superior à anterior. Ela está mais equilibrada, pois combina em doses exatas a necessidade de se atualizar as tramas e os temas do seriado com a manutenção das características que sempre agradaram aos fãs: clima de mistério e suspense, escuridão, ótimas histórias, Conspirações, Mitologias, humor.  
Depois de ouvir o belo e emocionante relato de Skinner sobre seu passado, Mulder diz 'Skinner... Estamos com você'. O episódio restabeleceu a aliança entre eles e criou as condições para um eventual e futuro sacrifício de Skinner. 

Do que o Mulder estava sentindo medo quando a música do John Cale tocou? Como disse o Filipe Dias, provavelmente era de que o Skinner estivesse morto ou de que ele fosse um assassino.


Mulder, Scully, os carros e os smartphones!

Com certeza, vocês já perceberam que Mulder e Scully estão 'pegando' muita estrada nessa temporada, não é mesmo?

Eles já usaram carros em 'Minha Luta 3', 'This', 'Plus One', 'Ghouli'...

Há muitos carros nestes episódios. 

Isso acontece porque a Ford está patrocinando 'Arquivo X', usando os episódios para fazer um merchandising básico. 

E a Samsung também está pagando (quanto? não sei...) para fazer isso nessa ótima 11a. temporada da série.
Quando Mulder e Scully entram na casa de Davey nós podemos ver, à direita, um par de olhos. É a capa do disco de John Cale, que contém a música 'Fear Is a Man's Best Friend' (O Medo é o Melhor Amigo do Homem), o que é claramente uma ironia com o fato de que, no episódio, o uso que se fez do Medo é o responsável por tudo de ruim e catastrófico que acontece.

'Arquivo X': Audiência dos episódios da 11a. Temporada!


1) 'My Struggle 3': 5.190.000 espectadores;
2) 'This': 3.950.000 espectadores;
3) 'Plus One': 3.950.000 espectadores;
4) 'The Lost Art of Forehead Sweat': 3.870.000 espectadores;
5) 'Ghouli': 3.640.000 espectadores;
6) Kitten: 3.740.000.

É bom esclarecer algumas coisas:

1) A audiência da TV Aberta nos EUA é muito menor, atualmente, do que era há 15/20 anos. Não é possível comparar os dois momentos, portanto. A TV aberta nos EUA perdeu muito espaço para outras mídias;

2) Atualmente, muitos fãs assistem aos episódios por outras mídias: Gravação, Streaming, Downloads;
Skinner perde um dente, o que é uma evidência clara de que o discurso de Davey sobre o uso dos aviões que espalham produtos químicos venenosos não era conversa de maluco. 

3) Logo, todas as séries possuem uma audiência maior do que essa que é medida para a TV Aberta;


4) Exemplo: O episódio 'The Lost Art of Forehead Sweat' foi assistido, na TV Aberta, por 3.872.000 espectadores.

Mas quando se soma a esse número o público que assistiu ao episódio em outras mídias nos 7 dias subsequentes, ele acabou sendo visto por 5.620.000 espectadores. Ocorreu um aumento de 45%.

Assim, 1.748.000 pessoas assistiram ao episódio fora da TV Aberta;

5) É normal que o episódio de abertura de uma nova temporada tenha uma audiência significativamente maior do que os demais. Isso acontece com praticamente todas as séries e 'Arquivo X' não foge à regra. 

Fonte:

http://tvbythenumbers.zap2it.com/tag/the-x-files-ratings/
Um avião espalhando o 'Gás do Medo' sobre uma plantação... São os chamados 'Chemtrails'. 

Nota!

Nota no IMDB: 7.8 (376 votos).

Minha Nota: 10 (muito em função do monólogo do Skinner). 

Audiência do episódio: 0.9/4; 3.740.000 espectadores.

Links:

Agente Laranja - O legado fatídico dos EUA no Vietnã:

http://www.dw.com/pt-br/agente-laranja-o-legado-fatídico-dos-eua-no-vietnã/a-18421288

O que são 'Chemtrails':

https://www.tecmundo.com.br/aviao/82526-chemtrails-governo-usando-avioes-pulverizar-veneno.htm

'Arquivo X': De que maneira a série denuncia os crimes do moderno Estado Policial:

http://popeseries.blogspot.com.br/2018/01/arquivo-x-de-que-maneira-serie-denuncia.html
Aviões dos EUA espalham o "Agente Laranja" sobre o território do Vietnã. Até hoje nascem muitas crianças no país asiático com vários problemas de saúde em função disso, incluindo Síndrome de Down, paralisia cerebral e desfiguração facial extrema. E depois há quem diga que 'Arquivo X' é uma série de ficção científica... Chris Carter sempre disse que, muitas vezes, ele pesquisava em notícias de jornais para escrever os roteiros da série. 

Vídeo da música 'Fear Is a Man's Best Friend' (O Medo é o Melhor Amigo do Homem):