terça-feira, 20 de setembro de 2016

'Pokolenie' ('Geração'): Andrzej Wajda mostra a luta do povo polonês contra a dominação nazista! - Marcos Doniseti!

'Pokolenie' ('Geração'): Andrzej Wajda mostra a luta do povo polonês contra a dominação nazista! - Marcos Doniseti!
'Pokolenie': Filme de Andrzej Wajda mostra uma versão da luta dos poloneses contra o domínio nazista. Mas nem todos concordam com a mesma.
Andrzej Wajda é um dos principais cineastas que surgiram na Polônia e no chamado Leste Europeu no Pós-Guerra, ao lado de Krzysztof Kieslowski e Roman Polanski (Polônia), Milos Forman (Tchecoslováquia), Miklós Jancsó (Hungria), entre muitos outros.

Wajda fez parte de uma geração que se formou na 'Escola Nacional de Cinema de Lodz', uma verdadeira Universidade de Cinema, que forma diretores, atores, roteiristas e demais técnicos que trabalham na área.

Essa instituição foi criada em 1946 e foi estatizada pelo regime 'Socialista' polonês em 1950. E mesmo depois que isso aconteceu, os profissionais formados ali continuaram desfrutando de uma liberdade de criação que não existia em outros setores da sociedade polonesa. 

'Pokolenie' foi o primeiro longa-metragem de Wajda e o mesmo faz parte de uma trilogia, que também inclui 'Kanal' (1957) e 'Cinzas e Diamantes' (1958). Esta é a chamada 'Trilogia da Guerra' de Andrzej Wajda. Antes de 'Pokolenie', Wajda havia feito um curta metragem e dois documentários.
Burgueses poloneses e Nazistas juntos. Antes da invasão do país, pela Alemanha Nazista (Oeste) e pela URSS (Leste), a Polônia era uma Ditadura Militar de Direita e que já perseguia os Judeus. O Anti-Semitismo já era muito forte no país, muito antes de Hitler mandar invadir o mesmo, em 01/09/1939. 
Com este filme, considera-se que foi encerrada a era do 'Realismo Socialista' no cinema polonês e que ele também foi muito importante para a definição do que, posteriormente, ficou conhecido como a 'Escola Polonesa' de Cinema. 

Este filme permitiu que toda uma nova geração de talentosos profissionais de Cinema aparecesse, incluindo o próprio Wajda, mas também Roman Polanski (que interpreta Mundek, jovem integrante do grupo de Resistência que lutava contra a dominação nazista da Polônia), Jerzy Lipman (responsável pela Fotografia do filme e que trabalhou com Wajda em outros filmes, bem como com Roman Polanski) e atores que tiveram uma longa carreira no Cinema, tais como Tadeusz Lomnicki, Zbigniew Cybulski e Tadeusz Janczar.  

Wajda é um cineasta cuja história familiar se confunde com a da própria Polônia, pois o seu pai, Jakub Wajda, foi morto pelo NKVD (polícia secreta soviética antecessora da KGB) no episódio que ficou conhecido como 'Massacre de Katyn', no qual quase 22 mil oficiais militares poloneses foram mortos pelos soviéticos.  

O filme de Wajda sofre uma clara influência dos Filmes Noir e de Gângsters, como é o caso de 'Angels With Dirty Faces', 'The Roargin Twenties' e 'White Heat' ('Anjos de Cara Suja', 1938; 'Heróis Esquecidos', 1939, 'Fúria Sanguinária',1949; ambos com James Cagney). Outra influência presente neste filme de Wajda é a do Neo-Realismo, com a miséria e a exploração que os trabalhadores sofrem sendo mostrados no mesmo. 
A jovem e bonita Dorota recruta novos integrantes para a Gwardia Ludowa, movimento de Resistência formado pelos comunistas e que lutou contra a dominação nazista da Polônia depois que Hitler ordenou a invasão da URSS (22/06/1941). O Gwardia Ludowa realmente existiu (foi criado em Janeiro de 1942) e contou com um importante apoio do Exército Vermelho.
A trama do filme gira em torno dos jovens membros de vários grupos de Resistência que lutam contra os Nazistas. A líder de um dos grupos (Gwardia Ludowa) é a jovem Dorota. Inteligente, bonita, forte, determinada, articulada, ela exerce uma liderança incontestável sobre os demais integrantes, todos homens, incluindo Stach, com quem ela terá um bonita história de amor. 

Stach é um jovem operário, que vive sozinho com a mãe (uma mulher totalmente desiludida, que já não espera mais nada de bom da vida) numa favela de Varsóvia. 

Ele e mais dois amigos costumavam roubar carvão dos trens alemães que passavam por Varsóvia (fazendo uma espécie de 'roubo patriótico'), e que tinham o Leste como destino, até que em uma das tentativas um dos amigos de Stach foge (Kostek) e o outro acaba sendo morto (Zyzio) por um soldado alemão.

Depois disso, Stach começa a trabalhar em uma carpintaria, como um aprendiz, em meio a uma série de trabalhadores já adultos e veteranos. O proprietário e mais alguns trabalhadores da carpintaria também colaboram com a Resistência, formando uma célula do Armia Krajowa (movimento nacionalista) no lugar. Simultaneamente, a carpintaria é obrigada a atender às encomendas feitas pelos nazistas. Esta é uma forma de mostrar que, de alguma forma, a burguesia polonesa colaborava com os nazistas. 
Stach começa a trabalhar, como aprendiz, na carpintaria, na qual entrará em contato com Sekula, integrante do Gwardia Ludowa que o apresentará à bonita e determinada Dorota.
Na carpintaria, Stach é escalado para substituir Jasio, que foi promovido (agora ele é um trabalhador qualificado e assalariado), e cujo velho pai também trabalha ali (como um vigia noturno, mas que está perto de se aposentar). Na carpintaria, Stach conhece o integrante (Sekula) de um movimento de Resistência (Gwardia Ludowa) e da qual a líder naquela região é uma jovem bonita, inteligente e articulada, que é Dorota. 

O Camarada Sekula é um operário marxista, que integra o Guardia Ludowa (ou Guarda Popular), que é formado por comunistas, e que explica a essência da exploração capitalista (a extração de mais-valia) para o jovem Stach. Assim, junto com o trabalho ocorre um processo de conscientização da sua condição de trabalhador explorado. 

Sekula é o responsável por apresentar Stach a Dorota, líder da organização da Juventude do Gwardia Ludowa. Stach se une ao grupo liderado por ela e chega a prestar um juramento militar, começando a participar de ações de sabotagem contra os nazistas. E ele também irá se envolver romanticamente com a bonita jovem, com quem deixará de ser virgem. 

Assim, o filme de Wajda mostra também o momento de passagem da adolescência para a idade adulta. Stach deixa as brincadeiras adolescentes de lado (brincar com facas, roubar carvão) e começa a trabalhar, a conviver com adultos, entra para um movimento político de Resistência e tem o seu primeiro grande amor na vida (Dorota). 
Cena do filme mostra o Gueto de Varsóvia incendiado. Levante contra os Nazistas se deu quando mais de 300 mil dos seus 380 mil moradores já haviam sido levados para o campo de extermínio de Treblinka. Aqueles que ficaram ali decidiram morrer lutando. Levante demorou cerca de quatro meses para ser finalmente derrotado (começou em Janeiro e terminou em Maio de 1943). 
Em uma das cenas do filme vemos inúmeros corpos de poloneses pendurados em fios de energia e que foram mortos pelos nazistas pelo fato de participarem dos grupos de Resistência. A ordem de Hitler era que para cada alemão que fosse morto pelos poloneses, outros 100 poloneses deveriam ser mortos pelos nazistas, como forma de retaliação. 

E os poloneses também leem, com uma expressão de profunda tristeza, listas imensas com os nomes de compatriotas que morreram vítimas dos nazistas. E também vemos inúmeros poloneses que eram obrigados a fazer trabalhos forçados para os alemães, algo que era bastante comum nos países e territórios que a Alemanha Nazista conquistou. Hitler chegou a dizer que os povos eslavos somente serviam para isso mesmo. 

Tudo isso aumentava ainda mais o ódio que o povo polonês sentiam pelo nazistas, levando-os a continuar a luta na Resistência. 

Obs1: Durante a ocupação da Polônia pelos nazistas alemães, existiram vários grupos armados de Resistência que lutaram para expulsar os invasores. Os principais eram o Armia Krajowa (nacionalista, ligado ao governo polonês exilado em Londres e que tinha o apoio do governo britânico) e o Gwardia Ludowa (Guarda Popular, ligado ao Partido Comunista e que recebia apoio soviético) e que foi formado em Janeiro de 1942. O apoio do Exército Vermelho fez o Gwardia Ludowa crescer rapidamente, chegando a 3000 combatentes em pouco tempo, promovendo inúmeros atos de sabotagem e guerra de guerrilhas contra os nazistas alemães. 
Membros do Gwardia Ludowa: Jacek, Stach, Mundek, Dorota e Jasio. No centro (Mundek) vemos um ainda muito jovem Roman Polanski. 
No filme de Wajda, vemos que nacionalistas (Armia Krajowa) e comunistas (Gwardia Ludowa) eram movimentos políticos rivais, embora ambos lutassem contra a dominação nazista. 

Em uma das cenas, inclusive, quando dois integrantes do Armia Krajowa foram até a casa de Stach para recuperar uma arma que este havia roubado na carpintaria, os vizinhos, operários miseráveis como Stach e sua mãe, expulsaram os dois do local. Assim, o filme passa a ideia de que os operários estariam ao lado dos comunistas do Gwardia Ludowa. 

Depois da Segunda Guerra Mundial, os dois movimentos (AK e GL) entraram em conflito e a vitória coube aos comunistas do Gwardia Ludowa, que tiveram o apoio decisivo de Stalin para implantar um governo comunista aliado da URSS no país, embora esta não fosse a vontade da maioria dos poloneses.

Obs2: Isso foi resultado de acordos fechados nas negociações feitas entre os Aliados (EUA, Grã-Bretanha e URSS) ainda durante a Segunda Guerra Mundial. Este foi o chamado 'acordo das porcentagens', por meio da qual Churchill sugeriu a Stalin que a Europa fosse, no Pós-Guerra, dividida em esferas de influência. No Ocidente, a hegemonia seria da Grã-Bretanha e no Leste Europeu seria da URSS. E é claro que Stalin concordou com a ideia, pois interessava a ele ter governos aliados nos países que foram libertados da dominação nazista pelo Exército Vermelho.
Jasio luta e resiste até o fim. Vendo-se cercado pelos nazistas, ele preferiu se atirar do alto da escada a cair prisioneiro dos alemães que o perseguiam.
Em seu filme, Wajda também mostra que a Igreja Católica mantinha escolas para os jovens poloneses, mas que o ensino não tinha nenhuma relação com a luta do povo pela sua libertação do domínio nazista. E foi em um dos dias de aula que a jovem Dorota apareceu ali a fim de recrutar novos resistentes. Stach sentiu-se atraído pela jovem e pela ideia de lutar e vai procurar por ela posteriormente.  

Numa das vezes em que Stach e outros funcionários da carpintaria foram levar madeira para os alemães, ele foi agredido gratuitamente por um oficial nazista, acusado de um falso roubo. 

Obs3: Os nazistas alemães tinham um profundo desprezo pelos poloneses (povo ao qual consideravam inferior) e, após a invasão do país, Hitler determinou o extermínio de toda a elite intelectual polonesa: escritores, artistas, professores universitários, músicos. A ideia de Hitler era a de transformar o povo polonês em uma força de trabalho que faria apenas serviços pesados, ou seja, em escravos que trabalhariam para o Reich Nazista. Esse desprezo dos nazistas alemães pelos poloneses fica bem evidente no filme de Wajda. 

Em um dos dias de trabalho, Stach encontra uma arma num depósito da carpintaria (a mesma que os membros do AK foram buscar em sua casa), pega a mesma e a mostra aos outros membros do seu grupo (Jacek, Mundek, Jasio). Com a arma, eles decidem matar o oficial nazista (que acariciava as pernas de uma prostituta quando foi morto) que agrediu Stach, o que é feito por Jasio. 

Eles são repreendidos por Dorota pelo ato, pois o Gwardia Ludowa proíbe matar alguém que trabalhe próximo ao local onde os seus integrantes vivem.
O cineasta Andrzej Wajda, um dos mais talentosos da Polônia e do Leste Europeu que surgiu no Pós-Guerra. Ele se formou na Escola Nacional de Cinema de Lodz e ganhou vários prêmios importantes em sua carreira, incluindo um Oscar honorário pelo conjunto da sua obra.
Jasio resistia a participar do Gwardia Ludowa, pois se morresse o seu pai ficaria sozinho, mas acabou se integrando ao movimento. 

Obs4: Os nazistas alemães invadiram a Polônia em 01/09/1939, dando início à Segunda Guerra Mundial na Europa. Embora o Exército polonês tenha lutado com coragem e bravura, a derrota frente à poderosa máquina de guerra alemã, que usou da 'Blitzkrieg', foi inevitável. Depois da URSS, a Polônia foi o país que mais sofreu com a brutalidade nazista; 6 milhões de poloneses morreram durante a Guerra. 

Obs5: Antes da Segunda Guerra Mundial, a Polônia tinha a maior população judaica da Europa, somando cerca de 3,5 milhões de pessoas, o que representava 10% da população do país. Destes, 90% foram assassinados pelos nazistas (3.150.000). Somente a URSS teve um número maior de mortos (27 milhões) do que a Polônia entre os países invadidos pela Alemanha Nazista. E os principais campos de extermínio nazista foram instalados na Polônia: Auschwitz, Treblinka, Sobibor, Belzec, Chelmno e Maidanek. 

Quando tem início o Levante do Gueto de Varsóvia, que começou em 1943, Sekula decidiu participar do mesmo (de fato, membros do AK e do GL foram para lá, lutar contra os nazistas). Com o massacre promovido pelos nazistas, que provocou a derrota do Levante, ele e mais alguns são resgatados pelos jovens membros do Gwardia Ludowa (Stach, Jasio, Jacek). 

Eles acabam sendo perseguidos por soldados nazistas, sendo que Jasio acaba cometendo suicídio, de forma corajosa e heroica, atirando-se de uma escada, a fim de não ser preso ou morto pelos alemães. 

Enquanto isso, Dorota e Stach passam, juntos, a sua última noite, na qual eles sonharam com um futuro melhor. Naquela noite, eles se amaram. Mas ela acabou sendo presa pela Gestapo e Stach não voltou mais a vê-la. 

No fim, ele se encontra com um novo grupo de jovens recrutas, que acabaram de entrar para o Gwardia Ludowa e que darão continuidade à luta da qual Dorota participou ativamente. E agora Stach será o líder destes jovens. 

Stach chora, pois sabe que nunca mais irá ver a bonita jovem que o recrutou para o movimento e pela qual ele se apaixonou.

Fim.
O jovem operário Stach chora a perda de Dorota, a jovem que o recrutou para a Resistência e pela qual ele se apaixonou. 
Obs6: É bom esclarecer que foram feitas críticas muito fortes à maneira como Andrzej Wajda conta a história da Resistência à dominação nazista na Polônia. O intelectual liberal Adam Michnik (que fez parte do 'Solidariedade') diz que o filme é, essencialmente, uma peça de propaganda do governo comunista polonês e que o mesmo distorce a forma como se deu a luta dos poloneses por sua libertação. Michnik diz que o filme de Wajda passa a ideia de que apenas os comunistas teriam tido um papel digno na Resistência, o que não seria verdade, na sua visão. Ele também diz que o filme de Wajda foi baseado em um livro de Bohdan Czeszko e que este transmite uma visão falsa sobre o tema. Debates sobre filmes relacionados a acontecimentos históricos são, de fato, polêmicos e intermináveis. 

Informações Adicionais:

Título: 'Pokolenie' ('Geração');
Diretor: Andrzej Wajda;
Roteiro: Bohdan Czeszko (baseado em seu romance autobiográfico);
Duração: 87 minutos; 
Ano de Produção: 1954; País de Produção: Polônia;
Fotografia: Jerzy Lipman;
Música: Andrzej Markowski;
Elenco: Tadeusz Lomnicki (Stach Mazur); Ursula Modrzynska (Dorota); Tadeusz Janczar (Jasio Krone); Janus Paluszkiewicz (Sekula); Ryszard Kotys (Jacek); Roman Polanski (Mundek); Ludwik Benoit (Grzesio); Zbigniew Cybulski (Kostek); Zygmunt Hobot (Abram); Jersy Krasowski (Wladek); Stanislaw Milski (Pai de Jasio); Zygmunt Zintel (Ziarno); Juliusz Roland (Kaczor); Hanna Skarzanka (Mãe de Stach); Janusz Sciwiarski (Chefe da Carpintaria); Kazimierz Wichniarz (Werkschutz), Ryszard Ber (Zyzio).
Membros da verdadeira Gwardia Ludowa, que lutou contra a dominação nazista da Polônia entre 1942 e 1945.  


Nenhum comentário: