quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

'The X-Files' - 'Founder's Mutation' conecta a Conspiração atual com as Mitologias antigas! - Marcos Doniseti!

'The X-Files' - 'Founder's Mutation' conecta a Conspiração atual com as Mitologias antigas! - Marcos Doniseti!
Mulder e Scully vão até a 'Nugenics Technology' investigar o caso da morte do Dr. Sanjay, mas o Departamento de Defesa impede que eles façam o seu trabalho. Sempre tem alguém fazendo isso com os dois... 
Da mesma forma que o primeiro episódio destas temporada, 'My Struggle' ('Minha Luta'), o segundo também alcançou uma ótima audiência também, fechando em 3.2/10 (na demo 18-49, faixa de público de 18 aos 49 anos que é prioritária para as redes de TV e para os anunciantes). 

Assim, na noite de segunda-feira, a série terminou com um share de 10, em primeiro lugar, contra 7 de 'Lucifer' (nova série da Fox que é exibida logo após 'Arquivos-X' e que herda parte de sua audiência) e 7 de 'The Bachelor' (CBS). Com uma audiência tão boa, a produção de novas temporadas é mais do que certa, bem como até de um próximo filme, cujo roteiro o C.Carter até já escreveu.

Este segundo, e excelente, episódio da décima temporada de 'The X-Files', é daqueles que, na aparência, podem até não dar a entender que são mitológicos. Mas é. E muito. 

E fica claro, a meu ver, que os fatos mostrados no mesmo estão, de alguma maneira, relacionados à história da gravidez e da natureza de William. Até porque, se não fosse assim, porque William teria sido tão citado e teria aparecido tanto na trama?

Para ajudar, portanto, a entender melhor a história que vimos em 'Founder's Mutation', é bom fazer uma leitura mais detalhada sobre como se deu o processo de concepção do William, que tipo de criança ele é e de como isso está conectado com a Mitologia dos Supersoldados.

Para ajudá-los, abaixo posto o link de um texto que escrevi sobre o assunto:

Link:  http://popeseries.blogspot.com.br/2015/12/the-x-files-as-mitologias-da-serie-e-10.html

Já terminaram de ler o texto? Excelente. Então, agora podemos continuar com os comentários a respeito deste ótimo episódio. 
William, o supersoldado criado pelo Canceroso, que possui DNA humano-alienígena e que tem poderes que ainda desconhecemos, apareceu muito neste episódio. Tudo indica que veremos, em breve, o seu retorno à série. 
Em 'Founder's Mutation' vemos Mulder e Scully investigarem um caso da morte de um cientista (Dr. Sanjay) que ocorre nas instalações de uma empresa chamada 'Nugenics Technology', que está ligada a pesquisas sobre doenças de origem genética e cujas atividades são financiadas pelo Departamento de Defesa (Pentágono, que é o mesmo lugar no qual o Canceroso entrava e saía à vontade...). 

Um cientista, Augustus Goldman, é o dono da empresa e também é o responsável por comandar estas pesquisas. 

A morte de Sanjay é, no mínimo, misteriosa, pois ocorre nas dependências da empresa enquanto ele ouve um forte ruído, que foi tão insuportável que o levou a usar um abridor de cartas para se matar, introduzindo o mesmo em seu ouvido. 

Mas o interessante é que, em toda a empresa, ele foi o único a ouvir o tal 'ruído assassino'... 

Mulder e Scully vão ao local para investigar o caso, mas um agente do Departamento de Defesa não permite. 

Mulder, no entanto, leva o celular de Sanjay, sem pedir autorização ou ter autoridade para fazê-lo... Afinal, ele é um agente da 'velha escola', embora seja, é claro, repreendido por Scully em função disso. Olhando o celular, ele descobre que Sanjay se encontrava muito com um amigo, Gupta, ao qual é interrogado por Mulder em um bar, embora tenha pensado, equivocadamente, que o agente dos 'Arquivos-X' estava interessado na prestação de determinados serviços. 
Mulder e Scully estão juntos, novamente, nos 'Arquivos-X' e agora tem uma nova Conspiração para desbaratar. 
Mas Mulder esclarece a situação e informa Gupta que Sanjay morreu. Este acaba dando uma informação importante para Mulder, a de que Sanjay estava preocupado com os 'seus filhos', pois os mesmos estariam morrendo, e também lhe diz que Sanjay tinha um outro local para encontros particulares, vivendo 'duas vidas'. 

Scully faz a autópsia do Dr. Sanjay e descobre que ele tinha algo escrito na palma da sua mão esquerda, que era 'Founder's Mutation' ('Mutação do Fundador'). Mulder e Scully, com as suas impagáveis lanternas, vão até o local onde Sanjay tinha a sua vida 'paralela'. 

No caminho, Scully quase atropela um jovem (Kyla Gilligan) que apareceu de repente à frente do seu carro (estamos vendo um belo merchandising da Ford nesta temporada da série) e sobre o qual, depois, descobriremos informações importantes neste mesmo episódio. 

No apartamento alternativo de Sanjay, Mulder e Scully, num clima de suspense que sempre marcou a série, com aquela escuridão que a ajudou a torná-la um grande sucesso, descobrem fotos de crianças que possuem inúmeras deformações de origem genética. E Mulder acaba ouvindo o mesmo ruído que matou Sanjay e também ouve duas palavras cujo significado, naquele momento, ele não entende 'Ajude-a' e 'Encontre-a'. 
A mãe de Molly mergulha na piscina, para salvar a filha... Qualquer semelhança com a capa do álbum clássico 'Nevermind', do 'Nirvana', não é mera coincidência.
É claro que o responsável pelo ruído que afetou Mulder foi o Kyle, mas o motivo disso será esclarecido posteriormente. 

Quando vão ao FBI para conversar com Skinner sobre a investigação, um agente do Departamento de Defesa (Murphy), diz que eles devem abandonar o caso, mas é claro que isso será devidamente ignorado por eles. 

Desde o episódio 'Deep Throat' - 'A Verdade Está Lá Fora' (1X01) que o Mulder ouve esse papo furado para 'abandonar o caso' e ele nunca deu ouvidos a ninguém e não é agora que irá fazer isso, é claro. 

Mulder diz para Skinner que as crianças deformadas são fruto de experiências genéticas fracassadas que a empresa de Augustus trabalha para o Departamento de Defesa (isso explica porque o agente Murphy estava lá, dizendo para o Mulder e a Scully não investigarem o caso). E Skinner banca o durão com a dupla de agentes na frente de Murphy, mas quando este vai embora, ele mostra que tem uma relação de amizade e de cumplicidade com Mulder e Scully, e que, como já faz há muitos anos, irá protegê-los e ajudá-los nas investigações que realizarem.  

Skinner já fez isso em inúmeras oportunidades, desde o início da série. Gostei muito quando ele e o Albert Hosteen botaram medo no Canceroso, ameaçando divulgar os segredos do governo, sobre a presença alienígena, contidos na fita digital. E o Canceroso até mandou matá-lo quando o Skinner insistiu em investigar o caso do assassinato de Melissa, a irmã de Scully. 

Ela e Mulder sabem que tem mais do que apenas um chefe ali. Skinner é um amigo, que sempre irá ajudá-los, de uma maneira ou de outra, mesmo que corra sérios riscos ao agir assim. 

No seu antigo escritório, o mítico e lendário 'Arquivo-X', a dupla de agentes analisa as imagens da câmera de segurança da 'Nugenics' e percebem a presença de inúmeros pássaros no local (o que é uma referência clara ao filme clássico de 'Hitchcock, 'Os Pássaros'). Scully pergunta qual é a conexão entre os pássaros, o suicídio de Sanjay, as crianças e as anomalias genéticas. Mulder diz que Goldman deve saber as respostas e que deveriam procurá-lo. 

Scully demonstra preocupação com Mulder pelo fato de que ele, tal como Sanjay, também ouviu os mesmos ruídos que mataram o cientista indiano, falando que o caso é perigoso. E Mulder pergunta quando é que isso os deteve... Nunca, é claro. 
Skinner está de volta, ajudando e protegendo Mulder e Scully, como já faz há muitos anos. 
Scully procura Irmã Mary, que é a responsável pelo hospital no qual ela trabalhou por 7 anos, e esta informa que a ala de mulheres grávidas funciona graças às doações feitas pelo Dr. Goldman. 

No local, Scully e Mulder descobrem, por meio de Agnes, que as mulheres grávidas que estão ali tem filhos cujos exames de ultrassom revelaram que os bebês tem problemas. Irmã Mary diz que Augustus irá conversar com os dois (enquanto isso, a TV do hospital exibe o filme 'O Planeta dos Macacos').

Mulder sugere que o hospital faz parte de um projeto de manipulação genética comandado por Goldman, que trabalha para o Pentágono, e que as mulheres são como incubadoras destes bebês criados por meio de eugenia. Scully questiona Mulder se este também acha que ela foi apenas uma incubadora quando engravidou de William e ele diz "Você nunca foi 'apenas' para mim, Scully". 

Bela resposta, Mulder...

Eles começam a conversar sobre William e Scully diz que ele teria 15 anos agora e que perdeu todos os dias da vida do filho, dizendo que deveria tê-lo protegido mais, mas Mulder responde falando que a adoção foi para proteger William, que a adoção dele foi secreta e que o filho está num local desconhecido, dando a entender que ele está em segurança. Scully pergunta se William foi fruto de um experimento (sim... foi, mas foi criação do Canceroso e nenhum dos dois sabe disso) e Mulder responde que não sabe. 
Agnes passa informações importantes, para Mulder e Scully, sobre o que acontece com as mulheres grávidas no hospital.
Scully se questiona se William não estará em algum lugar, lutando por sua vida.

Acho isso difícil... William nasceu com saúde perfeita, possuía DNA alienígena e já quando era bebê demonstrava possuir alguns poderes e habilidades que devem ter aumentado com o tempo.

E Mulder conclui dizendo que a única forma de descobrir alguma coisa sobre o filho deles é investigando (da mesma maneira que a única forma de Mulder descobrir algo sobre Samantha foi entrando nos 'Arquivos-X').

É mais do que evidente que William é motivo de grande sofrimento para ambos. 

Depois vemos imagens que são fantasias, produtos da imaginação de Scully, que começa a pensar como ter sido a sua vida com William, acompanhando-o no primeiro dia do filho na escola, cuidando dele quando se machucasse e demonstrando que o seu grande medo era que William não fosse normal, temor que ela já demonstrava nos primeiros meses de vida do menino. Logo depois, Scully olha para uma foto de William bebê e se emociona. 

Scully e Mulder vão até a empresa do Dr. Augustus ('Goldman Technology'), conversar com ele a respeito da expressão 'Mutação do Fundador' ter sido escrita por Sanjay na palma da sua mão esquerda. Scully lhe diz que estudou o trabalho de Goldman, que trata de manipulação genética (algo que a Dra. Sally Kendrick também fazia, visando criar supersoldados... ver episódio 'Eve' - 'Projeto Litchfield', 1X11), mas este retruca que seu trabalho é tentar salvar crianças. 

Logo depois, Goldman mostra, para Mulder e Scully, inúmeras crianças que possuem vários tipos de deformidades de origem genética (síndromes de Proteus, de Crouzon, de Mardan...). E ele conclui afirmando que aquele é um centro de pesquisa de ponta no qual se procura combater essas deformidades, tentando qual é o fato que as provoca. Scully chega a perguntar para Goldman ele se utiliza de DNA alienígena em suas pesquisas e se este é o motivo do Departamento de Defesa financiá-las, mas o mesmo não responde, dizendo que Scully é irracional. 
Uma das crianças que Scully viu na clínica do Dr. Augustus Goldman é Adam (Adão), um nome bem representativo do que talvez seja a intenção desse projeto chamado 'Founder's Mutation', que é a de criar uma nova, mais evoluída e mais poderosa espécie humana. 
Obs1: Os Drs. Lev e Parenti falavam a mesma coisa, relacionado a crianças que nasciam com algum problema grave, enquanto secretamente tentavam criar híbridos humano-alienígenas. As crianças nasciam com deficiências em função disso (ver 'Per Manum', 'Essence' e 'Existence'; 8X13, 8X20 e 8X21.

Scully chega a conversar com uma das crianças que, de forma curiosa, se chama Adam (Adão...). Depois, vemos uma jovem, Molly, que é perfeitamente saudável, agitada e gritando, enquanto funcionários tentam acalmá-la. O que a levou a se comportar deste jeito. Seu comportamento teria alguma ligação com a presença de Mulder e Scully?

Mulder recebe um aviso de que algo aconteceu com Agnes e vão até o local, encontrando-a morta  (vítima de atropelamento) e sem o bebê em sua barriga que, depois, Scully descobre que foi removido cirurgicamente. Ela também conclui que a morte de Agnes foi, claramente, provocada pelo fato dela ter conversado com eles no hospital e que o bebê era uma evidência que provava que Agnes fazia parte do experimento de Goldman. 

Scully diz que o bebê deve ter morrido, mas Mulder duvida, citando o projeto de colonização do Vírus alienígena que foi levado adiante com a colaboração do Sindicato e lembra que a criação de híbridos fazia parte do mesmo. Mulder conclui dizendo que o projeto fracassou totalmente, mas que é provável que nunca tenham parado de tentar. Scully diz que isso envolve mudar a composição genética da população e que este seria o próximo passo na evolução. 
A expressão 'Founder's Mutation' escrita na palma da mão do Dr. Sanjay foi fundamental para que Mulder e Scully tivessem condições de investigar o caso. 
Mulder fala que cada nova espécie começa com uma 'Mutação Fundadora' e que uma criança com o DNA correto poderia ser o começo de uma nova espécie. E Scully fala que a maioria dos homens europeus descendem de três pessoas que viveram na Idade do Bronze. 

E Mulder diz para Scully ter pesquisado sobre Goldman nos arquivos da polícia, descobrindo que há 17 anos a esposa de Augustus, Jackie, foi acusada de ter assassinado o próprio filho recém-nascido, tendo sido considerada louca e levada para uma instituição psiquiátrica, mas que o corpo do bebê nunca foi encontrado.

Mulder e Scully vão conversar com Jackie, que conta que sua filha, Molly, nunca foi normal e que a mesma chegou a ficar 10 minutos submersa em uma piscina, respirando normalmente embaixo da água e que nada lhe aconteceu. Jackie acredita que seu marido, Augustus, fez alguma coisa com o embrião (claro que fez...). 

Na época em que isso ocorreu, Jackie estava grávida de um outro filho e decidiu fugir, mas acabou sofrendo um acidente, ela ouviu um som muito forte e agudo, percebendo que vinha do filho, que ainda estava em sua barriga, e que o mesmo falava com ela. 

Assim, ela cortou a sua barriga e o bebê nasceu no meio da rodovia. Jackie sangrou muito, desmaiou, foi levada a um hospital, foi acusada de ter assassinado o próprio filho e nunca mais o viu. Jackie também diz que desde aquela época o marido já trabalhava para o governo dos EUA. 

Jackie diz que pensa no filho todos os dias e Scully responde 'Uma mãe nunca se esquece'. 

Mulder junta as peças do quebra-cabeças e mostra para Scully os vídeos da câmera de segurança da 'Nugenics'. No exato instante em que Sanjay morreu, um zelador também parecia passar mal. Daí, Mulder diz que o nome dele é Kyle Gilligan e que o mesmo trabalhou no hospital em que Jackie está internada no mês anterior. 

Obs2: O nome Kyle Gilligan é uma homenagem ao ex-roteirista da série, Vince Gilligan, que também criou 'Breaking Bad'.

Mulder e Scully vão à casa de Kyle, a mãe (Rebecca) procura protegê-lo, mas quando aparecem um grande número de pássaros, a mãe de Kyle diz 'coisas ruins acontecem quando os pássaros aparecem' (referência clara ao filme de Hitchcock, 'Os Pássaros'). Mulder diz que Kyle não é filho biológico dela e começa a ouvir o mesmo ruído forte e agudo de antes. Com isso, a mãe acaba se rendendo e indica para Scully o local em que o filho se encontra. Scully lhe aponta a arma e diz para ele parar com aquilo (o ruído). 
Dr. Augustus (que significa 'divino') Goldman examina Kyle, seu filho, e que possui poderes imensos, graças ao projeto de manipulação genética que o próprio cientista comanda... ou comandava.
Mulder pergunta para Kyle se ele não sabe mesmo o que faz, como Rebecca havia dito, mas o jovem fala que não queria matar Sanjay e que estava entrando na mente dele, Mulder, e de Sanjay para que os mesmos o ajudasse a encontrar a irmã, Molly, cuja existência ele descobriu por ter trabalhado no hospital em que Jackie, sua mãe, está internada. 

Mas como Kyle não consegue controlar os seus poderes, isso resultou na morte do cientista e quase fez o mesmo com Mulder. Este somente não morreu graças à Scully. Mulder fala para Kyle que ninguém sabe onde Molly está, o que é mentira, mas Scully diz que conhece a pessoa que sabe onde a irmã dele se encontra. 

Nesta situação vimos que Mulder e Scully divergiram. Ele queria manter Kyle longe de Molly, mas Scully divergiu dele, levando Kyle para a clínica do Dr. Goldman. Na clínica, Kyle é examinado pelo cientista, que retira um pouco de sangue dele. Kyle pergunta pela irmã e Goldman disse que o levará até ela, mas o engana. 

Kyle percebe, sai correndo e encontra Molly. Depois, os dois começam a usar dos seus poderes, como a telepatia, quebrando vidros, derrubando Scully, jogando Mulder longe e matando o Dr. Goldman, com sangue saindo da boca, dos olhos e ouvidos do mesmo. 
Kyle e Molly são irmãos e também são dois jovens muito poderosos, que foram criados como parte de um projeto secreto do Departamento de Defesa. Mas eles fugiram e estão soltos pelo mundo, algo que lembra a trama do episódio 'The Erlenmeyer Flask' ('Jogo de Gato e Rato' - 1X24), quando um híbrido humano-alienígena poderoso (o Dr. Secare) escapou de um projeto que visava misturar DNA humano e alienígena. Um dos seus poderes era conseguir respirar por muito embaixo da água, o que Molly também faz, e resistir a vários tiros. 
Esses garotos superpoderosos vão criar muitos problemas na série, pelo jeito... A questão é: Para quem? 

Quem é que poderá detê-los, afinal? 

Depois, os militares vão até a clínica, tomam o controle da situação, impedindo que Mulder e Scully investiguem qualquer coisa e Murphy ainda aproveita para dar uma bronca em Skinner, dizendo que este deve manter a dupla de agentes sob controle. 

Parece que Murphy ainda está um pouco longe de perceber o quanto os três são amigos e aliados. 

Mas não há nenhum sinal de Kyle e Molly no local. Porém, Mulder tem um trunfo, que mostra a Scully: o frasco com o sangue de Kyle. Esse Mulder...

E no fim vemos uma cena na qual Mulder e William estão juntos, assistindo ao '2001 - Uma Odisseia no Espaço', de Kubrick, durante o qual ele explica ao filho os diferentes significados do monólito que aparece no filme, sendo que um deles representaria o primeiro contato do ser humano com alienígenas e o outro é o de que representa o princípio do conhecimento humano.

Aliás, estes dois significados estão diretamente relacionados com as Mitologias do seriado. Afinal, existiram mesmo as Conspirações alienígenas ou tudo isso não passou de história de cobertura, para esconder uma outra Conspiração, ainda mais maligna (como disse Tad O'Malley), e que é obra exclusiva do ser humano?
Jackie Goldman foi mais uma vítima das experiências do seu marido no projeto de manipulação genética para criar o que parece ser uma nova espécie humana, muito mais poderosa e evoluída do que a atual. 
É claro que as Conspirações alienígenas aconteceram. Dizer que não seria negar tudo o que foi mostrado na série durante 9 temporadas. Mas é bem evidente que a nova Conspiração é obra humana. E estou convencido que há uma conexão entre elas. Qual? Isso teremos que esperar para descobrir e, com certeza, isso não irá acontecer nesta temporada. 

E depois vemos Mulder e William brincando com foguetes. Na conversa, Mulder cita um trecho de um discurso feito por John Kennedy, quando este lançou o Projeto Apollo, que levou os estadunidenses à Lua em 1969, que diz o seguinte:

"Todas as ações grandes e honráveis são empreendidas com grande dificuldade. Escolhemos ir à Lua nessa década e fazer outras coisas, não porque são fáceis, mas porque são difíceis".

E William diz para Mulder: 'Um dia eu vou para o Espaço'. Na verdade, ele veio do Espaço. Afinal, sem DNA alienígena, William não teria nascido.

Na sequência, vemos Mulder entrar no quarto de William e mostra que ele está na mesma posição de Samantha, de quando esta foi sequestrada, o que mostra qual é o grande medo de Mulder em relação ao filho, ou seja, de que ele nunca mais irá vê-lo novamente ou até de que possa estar morto. 

No final, percebemos que tudo não passou de fantasia ou imaginação de Mulder e vemos ele olhando a mesma foto de William que Scully já tinha visto, de quando ele era bebê.

Mas será que estas fantasias de Mulder e Scully com o filho não seriam, de fato, fruto de uma comunicação do William com os dois? Não seria a forma do William dizer 'Estou voltando'?

Não duvido. 


Obs3: Só para lembrar: Quem conseguia ficar tanto tempo embaixo da água eram os supersoldados (ver 'Nothing Important Happened Today' - 9X01 e 9X02). Seria Molly um destes supersoldados? Ou ela teria sido criada posteriormente, pelo Dr. Goldman, após a colonização alienígena marcada para começar em 2012 ter fracassado, como tudo indica que aconteceu (afinal a Terra continua sob controle dos humanos...)?
Cena do episódio que lembra o filme clássico de Hitchcock, 'Os Pássaros'. Tal como no filme do Mestre do Suspense, sempre que os pássaros apareciam no episódio coisas ruins começavam a acontecer.

Conclusão:

As crianças que vimos neste episódio, como Kyle e Molly, são fruto das pesquisas de manipulação genética comandadas por Augustus Goldman e, graças à estas pesquisas, elas desenvolveram poderes e habilidades como a de entrar na mente das pessoas, provocar sons fortes, ler a mente dos outros, jogar as pessoas para longe, movimentar objetos, matar alguém a distância e sabe-se lá o que mais. 

Como Augustus (que é o nome dado aos Imperadores da Roma Antiga, significando 'Divino') trabalha para o Departamento de Defesa, então tudo indica que o Pentágono, ou seja, as Forças Armadas dos EUA, financiam tais pesquisas porque, muito provavelmente, desejam criar um Exército formado por supersoldados, cujos integrantes possuirão os mais variados poderes e habilidades. 

Outra possibilidade é a de que tudo isso faça parte de uma ampla pesquisa destinada a criar uma nova espécie humana, muito mais poderosa e evoluída do que a atual.

Aliás, foi exatamente a respeito disso que Mulder e Scully conversaram. 

Mulder disse que basta uma 'Mutação Fundadora' para que uma nova espécie humana seja criada e se torne a dominante na Terra, exterminando as demais, muito mais fracas, que se tornam 'obsoletas e ultrapassadas', como se fossem um modelo de automóvel que deixa de ser produzido. 
William observa o foguete subindo e diz que um dia ele também irá para o Espaço... 
E Scully sugeriu que algo assim já pode ter acontecido, na Europa, durante a 'Idade do Bronze', na qual alguns poucos habitantes deram origem à imensa maioria dos europeus atuais. A questão é: esse processo foi fruto de uma evolução natural ou também foi criado por alguém? Será que isso teria sido obra de alienígenas?

Sveta, que vimos ser morta no episódio 'My Struggle', o primeiro desta temporada, também possuía alguns poderes (ler mentes, mover objetos), embora não os controlasse, e talvez tenha sido mãe de muitas dessas crianças (do tipo de Kyle e Molly), cujos poderes, como pudemos observar, são muito maiores do que os dela. 

Assim, parece que, periodicamente, elas devem ter o seu DNA novamente modificado e, com isso, os seus poderes vão aumentando a cada nova geração que é criada.  

Porém, nem todas essas crianças nascem saudáveis. 

Muitas crianças cabam nascendo com as deformidades que Mulder e Scully viram no apartamento de Sanjay e, depois, na clínica do Dr. Goldman. E Augustus trabalha nas pesquisas para, supostamente, 'curar' essas deformidades. Assim, na aparência, ele faz um trabalho bem intencionado mas, de fato, suas pesquisas secretas é que criaram essas crianças deformadas fisicamente. 

Apesar do medo de Scully de que William seja uma criança diferente ou de que algo ruim possa ter acontecido com o filho, entendo que não existe mais motivo para que ele fique longe dos país. É possível que, em algum momento, poderemos ver o retorno de William, que viverá junto com Mulder e Scully, reconstruindo a família. 

Afinal, não há mais alienígenas ou supersoldados ameaçando matar o Mulder (ver 'Nothing Importante Happened Today' 9X01 e 9X02) porque ele e Scully teriam gerado um filho que poderia ameaçar os planos de colonização alienígena da Terra (ver 'Essence' e 'Existence', 8X20 e 8X21) e nem seitas de malucos querendo matar o próprio William (ver 'Provenance/Providence', 9X09 e 9X10). 
Scully aponta uma arma para Kyle. Mas se ela atirasse, será que iria resolver alguma coisa? Afinal, quais os poderes que ele possui? 
A dúvida: Será que existe alguma chance de William voltar a viver com Mulder e Scully, algo que somente aconteceu nos seus primeiros dias de vida? E será que William retornará ainda nesta temporada? Depois que falaram tanto sobre ele e que a trama deste segundo episódio (e também do primeiro) teve muito a ver com os acontecimentos relacionados à Mitologia dos supersoldados, eu não duvido disso, não. 

Afinal, depois de tanto sofrimento para Mulder (que perdeu o pai, a mãe e  irmã: Bill, Teena e Samantha) e para Scully (que perdeu o pai e a irmã: William e Melissa) eles merecem um pouco de felicidade em suas já imensamente sofridas vidas, não é mesmo? 

Outra pergunta: William preservou e ampliou os seus poderes? E se ele for o único capaz de deter essa nova geração de crianças superpoderosas? E se a abertura tão rápida dos 'Arquivos-X' estiver relacionada com a necessidade de se lutar contra a Conspiração que iria ser denunciada por Tad O'Malley? 

Ou ainda, e se o governo tentar usar William para combater geração de crianças superpoderosas que teriam fugido ao seu controle, criando-se aquela clássica história na qual as criaturas se voltam contra os seus criadores? Mas e se William se recusar a ser usado por um governo envolvido numa Conspiração tão maligna quanto essa que Mulder e Scully, seus país, irão combater? 
Esse som forte e agudo fez muito sucesso no episódio...
Ou então, existe uma outra possibilidade: E se William for justamente quem irá liderar essa geração de jovens superpoderosos para lutar, junto com Mulder e Scully, contra a Conspiração que as elites fascistas globais já estão colocando em prática? 

Inclusive, todas estas fantasias de Mulder e de Scully com o filho, seriam mesmo fruto da imaginação deles? Seriam apenas fantasias? Ou será que poderiam ser resultado do William se comunicando com os pais, numa forma de prepará-los para o seu retorno? (Obs: essa hipótese foi levantada pelo Jonathan Nicolella, no grupo 'Arquivo X Brasil' do Facebook, e gostei muito da ideia... ela tem muita chance de estar correta). 

E aquele diálogo final do Mulder com o William, sobre fazer coisas difíceis, parece que antecede o retorno do garoto, né? É como se o Mulder estivesse dizendo que eles precisarão se unir para deter Kyle, Molly e outros jovens semelhantes a eles ou então para combater a Conspiração das elites. Em todo o caso, é mais do que evidente que Mulder, Scully e William estarão do mesmo lado. 

Mas e os jovens como Kyle e Molly, lutarão contra quem? 

Afinal, algo que acontece muito frequentemente é a criação de monstros que acabam se voltando contra os seus criadores (O Dr. Frankentein que o diga...). 
A pequena Molly, que respirava indefinidamente embaixo da água, agora cresceu e ficou muito poderosa. Mulder e Scully já viram do que ela é capaz de fazer. É melhor ser amigo dela...
Tudo indica que este episódio foi uma forma de preparar o público para um muito provável retorno do William. Algo me diz que ainda veremos o retorno dele ao seriado. Em breve. 

E quanto a Kyle e Molly, qual terá sido a origem deles? Tudo aponta para o Dr. Goldman, é claro. Mas o poder que Molly demonstrou, quando ainda era criança, de ficar respirando indefinidamente embaixo da água é semelhante ao que os supersoldados (Knowle Rohrer, Shannon McMahon) também possuíam. 

Então, será que esses jovens possuem alguma relação com os supersoldados criados pelos 'Rebeldes Sem Face' quando estes tentaram conquistar e colonizar o planeta, exterminando a humanidade, projeto este que deveria ter começado em 22/12/2012 mas que, com certeza, fracassou? 

Ou será que Kyle, Molly, Sveta tem alguma relação com as pesquisas feitas pelos Drs. Lev e Parenti, que trabalharam para o Canceroso e que foram os grandes responsáveis pela criação do William, que é um outro supersoldado, talvez ainda mais poderoso do que Sveta, Molly e Kyle? 

Ou ainda, existirá alguma relação entre Molly, Kyle e os testes e a gravidez a que jovens como Sveta foram submetidos, em navios, muitos anos antes? 

Como se percebe, 'The X-Files' voltou com tudo, mesmo, não apenas em função dos ótimos índices de audiência que está alcançando, mas também pelas novas histórias que apresentou nesta temporada, que é capaz de gerar tantos debates quanto aquelas de antigamente, sobre a conspiração do Vírus Alienígena ou dos Supersoldados. 

Bem vinda de volta, 'The X-Files'. 

Vídeo:

Promo do episódio 'Founder's Mutation':



Links:

'Founder's Mutation': Segundo episódio de 'Arquivos-X' obtém ótima audiência nos EUA:

http://tvbythenumbers.zap2it.com/2016/01/26/monday-final-ratings-scorpion-and-superstore-adjust-up/

Maioria dos europeus descende de poucas pessoas que viveram na Idade do Bronze:

http://hypescience.com/a-maioria-dos-homens-europeus-descende-de-alguns-antepassados-da-idade-do-bronze/

Nenhum comentário: