sábado, 13 de agosto de 2011

José Simão: "Com a queda das bolsas, melhor investir em sapatos"!

José Simão: América! O cartão estourou!



Com a craise americana, prefiro investir em cintos. Cinto muito, mas suas ações despencaram. Rarará!

Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! E olha essa placa na praça da Árvore, aqui em Sampa: "Cuida-se de crianças! Desde que não seja mal-educada, corintiana ou que goste de samba". Rarará!

E encontrei o pai do ano: o jornalista desportivo argentino Walter Rotundo, que batizou as duas filhas gêmeas de Mara e Dona! Isso é coisa que se faça com as filhas? Se eu tivesse gêmeos, eu ia botar: Ká e Ká!

E essa expressão "zona do euro" tá errada. Porque o euro tá uma zona! E a crise americana? E o Buraco Obama? A craise tá crazy! Americanos em baixa!

Pedi um americano na padoca e veio sem ovo! Rarará! E o discurso do Obama em Wisconsin? Conclusão: acabou o dinheiro, o cartão estourou! Resumo da crise: O CARTÃO ESTOUROU!

E a placa no portão da Casa Branca: "Alugo quartos para estudantes, solteiros, republicanos, mexicanos, CORINTIANOS E IRANIANOS". Rarará! E a Bolsa? A Bolsa Ioiô! Como disse uma amiga: "Com a queda das bolsas, melhor investir em sapatos".

Mas eu prefiro investir em cintos. Cinto muito, mas suas ações despencaram. Rarará!

E eu já disse que os Estados Unidos viraram um país socialista: querem socializar os prejuízos com o resto do mundo!

E eu tenho a foto de um americano fantasiado de Tio Sam jogado na calçada e com o cartaz: "I want you! Pra me emprestar US$ 12 trilhões".

E a novela "Insensato Coração"! Insensato não é o coração. Insensato é o autor. Não é possível! Eu tô apaixonado por Natalie, Douglas, Bibi e a biba que grta: "SUGAR"!

E adorei a charge do Salvador: "Prenderam algum ministério hoje?". Não se prende mais ministro, agora prende logo o ministério!

E essa: "Americanos fazem fila pra pegar greencard brasileiro". E o site Sensacionalista: "Golpe do Baú! Obama deixa Michelle e pede Dilma em casamento". Rarará!

E eu estava no México na Semana Santa quando um americano me disse: "My boss is Brazilian! Meu patrão é brasileiro". Aí falei: "Mas não devia ser o contrário, como sempre? Patrão americano e funcionário brasileiro?". Resposta: "Não, porque os Estados Unidos estão indo pra baixo e o Brasil tá bombando". "Brazil is booming!", foi o que ele me disse! Ueba!

Nóis sofre, mas nóis goza! Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!

 Link:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1308201102.htm

Nenhum comentário: