domingo, 19 de junho de 2011

Terra fica à mercê de aliens na nova série de Spielberg!


Terra fica à mercê de aliens na nova série de Spielberg

Grupo de fazendeiros pega em armas para resistir aos invasores em "Falling Skies", que estreia nesta sexta

O ator Will Patton vive ex-militar que precisa treinar os sobreviventes do ataque extraterrestre no seriado do canal TNT

THALES DE MENEZES - DE SÃO PAULO

Desde que "Contatos Imediatos de Terceiro Grau" e "E.T." emocionaram a geração hoje quarentona, juntar Steven Spielberg com as palavras "ficção científica" é promessa de boa diversão. É o caso de "Falling Skies", que estreia no Brasil na próxima sexta, às 22h, no canal TNT.

Diferente de outras invasões alienígenas, esta não abre espaço para expulsar os intrusos. A Terra perde feio, e o que resta a um grupo de caipiras é sobreviver. Quem comanda esse pelotão improvisado é professor de história Tom Mason, interpretado por Noah Wyle (o médico Carter de "E.R."). Ele recebe ajuda do capitão Weaver, um soldado veterano, papel de Will Patton.

Pela segunda vez trabalhando numa série de TV produzida por Steven Spielberg (participou antes da saga caubói "Into the West", em 2005), Patton disse ser impossível recusar um convite "spielberguiano".

"Claro que ler um roteiro tão fascinante como este faz você aceitar o papel, mas receber antes um telefonema de Steven Spielberg já põe você a nocaute", conta. Patton, 57, está acostumado a ver a Terra em apuros desde que participou do blockbuster "Armagedon" (1998), mas disse à Folha que as perguntas abertas em "Falling Skies" fazem da série uma "sci-fi existencialista".


Folha - Como é seu personagem em "Falling Skies"?


Will Patton - Depois de uma invasão alienígena, eu tenho que transformar um grupo de 200 pessoas em soldados. Precisamos sobreviver à invasão, e tento passar minha experiência a esse grupo. Meu personagem é um ex-capitão do Exército.

O que diferencia "Falling Skies" de outras séries dramáticas de TV com aliens?

Eu fico entusiasmado com esse grupo de personagens que conseguem demonstrar coragem, amor e compaixão na situação mais extrema que se possa imaginar. Creio que levanta questões para os telespectadores.

Como é trabalhar em um projeto de Steven Spielberg?

Ele não é o diretor, mas eu sinto a presença dele o tempo todo [risos]. Uma coisa meio Yoda, sabe? [mais risos] Eu sinto o estilo dele, suas preferências. Fica evidente como ele participa de todas as decisões importantes no curso das gravações. A inteligência dele, a sensibilidade, a gente percebe sua orientação no dia a dia no estúdio.

Tem um filme de ficção científica entre seus favoritos?

Não sei. Você tem?

Gosto de "O Dia em que a Terra Parou", o original, de 1951.

Ah, o antigo. Gosto muito desses filmes fantásticos dos anos 1950, em preto e branco. Era uma época inocente e com liberdade para criar, os seres espaciais eram engraçados. Hoje o gênero tem mais regras, mais amarras.

Se a Terra fosse invadida, como você reagiria? Iria lutar ou se esconder?

Essa é a melhor pergunta que você me fez, porque é exatamente isso que "Falling Skies" pergunta. Sei o que meu personagem faria, mas eu, Will, tenho que ser honesto: não sei como reagiria.

NA TV
Falling Skies
Estreia da série
QUANDO sextas, às 22h, TNT
CLASSIFICAÇÃO 12 anos

Link:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1906201112.htm

Nenhum comentário: